Jornal do Brasil

Internacional

Separatista morre na Ucrânia

Jornal do Brasil

O principal líder pró-Rússia no leste da Ucrânia, Alexander Zacharchenko, foi morto ontem em uma explosão em um café no centro de Donetsk, uma dos principais redutos rebeldes da região, anunciou a agência de notícias separatista “DAN”. Várias pessoas ficaram feridas no incidente.


“O líder da República Popular de Donetsk, Alexander Zacharchenko, morreu em um ataque terrorista”, afirmou a agência, acrescentando que as “circunstâncias” ainda “estão sendo investigadas”.


Para os separatistas, a explosão foi resultado de um atentado efetuado pelas forças de segurança ucranianas. A porta-voz da diplomacia russa, Maria Zakharova, também considerou que havia “todas as razões para acreditar” que o governo ucraniano é responsável pelo ataque.


O serviço de segurança ucraniano (SBU), no entanto, negou qualquer responsabilidade pelo ocorrido, e alegou que a morte de Alexander Zacharchenko foi o resultado de “conflitos criminosos internos” dentro da elite separatista pró-Rússia.


O presidente russo, Vladimir Putin, por sua vez, expressou suas condolências aos habitantes de Donetsk e classificou Zacharchenko de “verdadeiro líder popular”. Filho de um mineiro, ex-mecânico e empresário, Zacharchenko foi desde o início do conflito no leste da Ucrânia o “presidente” da República Popular de Donetsk (DNR), autoproclamada pelos separatistas.


A guerra entre separatistas pró-Rússia e o exército ucraniano deixou mais de 10 mil mortos desde 2014. Poucos meses depois de os territórios rebeldes do leste da Ucrânia proclamarem independência, Zacharchenko foi eleito presidente da DNR com mais de 81% dos votos. Vários outros líderes pró-Rússia foram mortos nos últimos anos.



Recomendadas para você