OEA convoca reunião de emergência sobre crise migratória

A Organização dos Estados Americanos (OEA) convocou para o próximo dia 5 de setembro, em Washington, uma sessão extraordinária de seu conselho permanente para "examinar a crise migratória originada da situação na Venezuela".

O encontro foi pedido pelo secretário-geral da OEA, Luis Almagro, já ofendido em diversas ocasiões pelo presidente Nicolás Maduro, e também reunirá representantes da Organização Internacional para as Migrações (OIM) e do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur).

A OIM diz que 1,6 milhão de venezuelanos deixaram o país desde 2015, em função da crise política, econômica e social, e 90% dessas pessoas fugiram para nações da América do Sul, como Colômbia, Peru, Equador e Brasil.

A emergência humanitária na região já é comparada pela ONU à crise migratória no Mar Mediterrâneo.