Câmara pode ter CPI da internação compulsória

A polêmica da internação compulsória de menores usuários de crack pode ter mais um capítulo, desta vez na Câmara dos Vereadores do Rio. Tudo porque em seu primeiro dia na casa, o vereador Renato Cinco (PSOL) apresentou um requerimento para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o tema.

Segundo o parlamentar, a investigação deve ter dois focos principais: "a adequação das políticas de drogas às regras estabelecidas, entre elas o Sistema Único de Saúde (SUS)" e "possíveis irregularidades na execução do orçamento dos centros de internação compulsória". Para ele, é possível que haja desvio de verbas nos locais que recebem os menores.

Em plenário, Cinco pediu apoio aos colegas, mas confessa que não está muito confiante pela aprovação do projeto, visto que a maioria governista deve engavetá-lo. Ainda sim, promete gastar saliva para tentar fazer a CPI sair do papel: "semana que vem vou bater de porta em porta para tentar conseguir as assinaturas", garantiu.