O efeito eleitoral

Ainda é cedo para avaliar o impacto que a execução da vereadora Marielle Franco terá nas próximas eleições. Lideranças ouvidas ontem pela coluna lembraram de episódios recentes que tiveram forte impacto eleitoral, como o Massacre da CSN em 1988, que acabou garantindo a vitória de Luiza Erundina para a prefeitura de São Paulo; ou o  Arrastão de Ipanema, em 1992, que fez  Cesar Maia virar uma eleição para prefeito que estava quase ganha por Benedita da Silva. Alguns entendem que a distância até o pleito poderá esvaziar o impacto do episódio. Se fosse mais perto de outubro, o PSOL nadaria de braçadas nas urnas. Mas o entendimento geral é de que se for comprovado que se trata de um crime político, a investigação não se encerra na prisão dos assassinos, mas na descoberta dos mandantes. Caso contrário, é a desmoralização completa da intervenção militar no Rio de Janeiro.

Marielle 1 

Ciro Gomes manifestou sua preocupação com a execução, ontem, durante um intervalo da gravação do programa “Jogo do Poder”, do jornalista Ricardo Bruno, que vai ao ar domingo à noite na CNT: “É uma mudança preocupante. Estamos vendo pela primeira vez o crime medindo forças  com o poder político”.

Marielle 2 

O vereador Renato Cinco foi um dos primeiros dirigentes do PSOL a receber a notícia. Em menos de meia hora ele chegou ao local do crime. Em estado de choque, Cinco só voltou para casa às 6h, quando se deu conta que perdera a carteira e o celular.

Marielle 3 

Tudo isso acontecendo e o pré-candidato do PT ao governo, Celso Amorim, refrescava-se ontem à tarde tomando uma cerveja gelada com amigos na Cabana da Cely, restaurante do bairro do Rio Vermelho, em Salvador.

Marielle 4 

A procuradora-geral da República, Raquel Doge defendeu ontem, em nota à imprensa o trabalho dos membros do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, nas  investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Pedro Gomes,  na noite de quarta-feira.

Povo unido 

Bom exemplo vem de cima. E as lideranças comunitárias de Petrópolis resolveram organizar uma campanha de doação para dar um banho de loja nas Polícias Civil e Militar da cidade. Conseguiram consertar 32 viaturas da PM, fora a arrecadação de materiais de escritório que faltavam nas delegacias. Taí uma moda que valia a pena pegar.

Ensaboado 

Ontem, durante evento na Associação Comercial, o vice-governador, Francisco Dornelles, levou um longo papo cabeça em uma sala reservada da diretoria com o presidente do PDT, Carlos Lupi. “Temos em comum o getulismo “, despistou.

Down no high 

Madame chique debruçou-se na varanda de seu apartamento no Golden Green, um dos condomínios mais caros da Barra, e ao ver a quantidade de carros pretos parados na entrada da portaria ligou para o porteiro, perguntando se por acaso haviam criado ali um estacionamento do Uber. Ficou chocada com a resposta. Os carros pertencem a equipe de 15 seguranças de um banqueiro de jogo de bicho que passou a residir  ali.

Ponto ?nal 

A luta continua.

LANCE LIVRE

• Malu Garcez e o grupo  Dose Dupla apresentam espetáculo amanhã,  às 19hs, no Copa Praia Hotel.  O Grupo Mantiqueira renovou a edição da campanha “Ovos Solidários do Coração”, que contribui com o Pro Criança Cardíaca, em Botafogo, da dra Rosa Célia.

Com Bernardo de la Peña