Comissão aprova albergues entre prestadores de serviços turísticos

A Comissão de Turismo aprovou projeto do Senado que inclui albergues entre os prestadores de serviços turísticos (PL 2515/15). O relator, deputado Rafael Motta (PSB-RN), também incluiu hostels e hosteis no texto como variações denominativas da palavra albergue, para que também possam ser considerados como tal.

Para Motta, atualmente, quase quatro mil hostels oferecem 290 mil leitos em 88 países, tendo-se registrado, no ano de 2015, nada menos que 34,7 milhões de estadias em todo o planeta. Segundo ele, o Brasil está entre os 15 países com maior quantidade de albergues em todo o mundo, sendo o líder na América Latina.

“A hospedagem em albergues apresenta muitas vantagens. Dentre elas, uma localização geralmente estratégica, próxima a estações de metrô e atrações turísticas; integração entre os hóspedes; a possibilidade de serviços adicionais, como lavanderia, aluguel de bicicleta, compra de passagens e reserva de passeios a preços acessíveis; e outros serviços de apoio aos turistas”, afirmou o parlamentar.

O projeto, que tramita conclusivamente, ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais