Endividamento recua pelo terceiro mês consecutivo, mostra Peic

O número de famílias brasileiras endividadas diminuiu em novembro, segundo informa a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) divulgada hoje, 25 de novembro, pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O percentual de famílias com dívidas no país alcançou 59,2%, ante os 60,2% registrados em outubro deste ano e os 63,2% apontados em novembro de 2013. Apesar de pequena, foi a terceira queda mensal consecutiva registrada pela Peic em setembro, o percentual de endividamento foi de 63,1%.

No entanto, aumentou o número de pessoas com dívidas ou contas em atraso (inadimplentes), passando de 17,8%, em outubro, para 18% em novembro. Houve queda, porém, em relação ao mesmo mês do ano passado, quando o índice registrou 21,2%.O percentual de famílias que declararam não ter condições de pagar suas contas ou dívidas em atraso e que, portanto, permaneceriam inadimplentes, apresentou comportamento semelhante. O resultado registrou leve alta na comparação mensal, recuando, contudo, na comparação anual, alcançando 5,5% em novembro de 2014, ante 5,4% em outubro de 2014 e 6,6% em novembro de 2013.

Para a CNC, a cautela das famílias em relação ao consumo, adicionada à proximidade das festas de fim de ano, faz com que mais consumidores quitem suas dívidas. Entretanto, entre as famílias com dívidas, o comprometimento da renda com o pagamento destas aumentou, acompanhando o custo elevado do crédito.