CNC defende turismo como atividade econômica

Reunião do Conselho Nacional do Turismo aconteceu em São Paulo

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) reforçou, durante a 44ª reunião ordinária do Conselho Nacional do Turismo (CNT), do Ministério do Turismo, realizada em São Paulo, sua posição em defesa do turismo como atividade indutora do crescimento econômico. Na ocasião, o secretário-geral da entidade, Eraldo Alves da Cruz, e o diretor da Confederação e presidente da Federação Nacional de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (FNHRBS), Alexandre Sampaio, representaram a CNC e expuseram argumentos a favor do empresariado.

“Para a CNC, é preciso que os governos entendam que o turismo é uma prioridade e deve ser considerado na política econômica do País”, afirma Eraldo. Ele lembra que a Confederação apoiou a realização de 90% dos eventos de turismo realizados este ano. “A manutenção do turismo na política econômica reafirma a atividade como forte instrumento de desenvolvimento econômico e social para o País”, reforça Alexandre Sampaio, que também é presidente do Conselho de Turismo da CNC. O reconhecimento do turismo como atividade econômica foi uma das propostas apresentadas pelos representantes da CNC ao Conselho e que pode ser encaminhada aos presidenciáveis.

A reunião do Conselho Nacional do Turismo foi realizada durante as atividades da 42ª Abav - Expo Internacional de Turismo, no dia 27 de setembro. Na ocasião, a presidente da Associação Brasileira das Empresas de Eventos (Abeoc), Anita Pires, parabenizou a CNC por sua atuação no trade e por ser parceira ativa da Abeoc. Da mesma forma, Cláudio Magnavita, secretário de Turismo do Estado do Rio de janeiro, saudou o trabalho da CNC ao incentivar o crescimento do setor, com apoios a eventos como os da Abav e da Abeoc, além de o trade poder contar com as parcerias das Fecomércios locais. Ainda na reunião, Eraldo Alves da Cruz lembrou que a CNC veiculou informativo sobre o Dia Mundial do Turismo reafirmando o compromisso de gerar as melhores condições para o desenvolvimento do setor.

O diretor Executivo da OMT, Marcio Favilla, destacou no encontro a iniciativa do Sistema CNC-Sesc-Senac na Estância Ecológica Sesc Pantanal (MT), bem como o trabalho comunitário realizado no Centro de Atividades do Sesc no Município mato-grossense de Poconé, que presta atendimento à comunidade nas áreas de educação, saúde e lazer e em iniciativas para geração de renda com uso sustentável dos recursos naturais.

Outros temas

A Política Nacional de Qualificação foi um dos temas abordados na reunião do Conselho. Na ocasião, Eraldo Alves da Cruz, informou os presentes sobre a inauguração da Unidade de Educação Profissional do Senac Venda Nova do Imigrante (ES), que vai atender 400 alunos por dia em mais de 200 cursos profissionalizantes. O ministro Lages afirmou que o ministério continuará contando com a expertise do Senac como parceiro na capacitação e qualificação profissional do setor. A elaboração do Documento Referencial do Turismo 2015-2019, a revisão da Lei Geral do Turismo, a reestruturação do Fundo Geral do Turismo e as novas diretrizes para a política nacional de qualificação também foram abordadas na reunião.

Composição da mesa do Conselho Nacional de Turismo

Além do ministro do Turismo e do representante da OMT, a mesa do Conselho foi composta pelo vice-presidente do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur), Claudio Magnavita; pelo presidente em exercício da Embratur, Walter Luiz; a presidente da Associação Nacional dos Secretários e Dirigentes de Turismo das Capitais e Destinos Indutores (Anseditur), Claudia Pessoa; o Diretor do Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico do MTur, Ítalo Oliveira Mendes e a Diretora da São Paulo Turismo, Luciene Leite.