Antonia Mayrink Veiga Frering debuta com Nathalia Timberg, Pelé e Daniel Filho

Antonia Frering pensou e repensou e refletiu e conversou com o marido, Guilherme Frering, e decidiu prestar uma homenagem à memória de sua mãe, para que ela permaneça viva entre nós, e passará a assinar o Mayrink Veiga de solteira em seu nome artístico. Assim, ela, que como atriz se assinava apenas Frering, agora se assina Antonia Mayrink Veiga Frering. E a estreia do novo nome cheio de história e significados foi assinando uma das colunas da Fiorentina, sob o nome da grande diva Nathalia Timberg, logo ao lado do nome de Pelé, bem acima do autógrafo de Daniel Filho. Antonia Mayrink Veiga Frering debutou em ótimas companhias. 

O 1º de Maio Vittar

As redes sociais incendiaram ontem com a notícia que Pabllo Vittar vai ter um programa dela no canal Multishow, o Prazer, Pablo Vittar, contando a história da drag queen desde a infância no Maranhão, onde nasceu, seu tempo operando telemarketing, até se tornar ícone LGBT. O programa é consequência de seu sucesso como apresentadora do TVZ. O que não contaram é que entre os destaques da carreira de Pabllo estarão sua participação ao lado de Fergie no Rock in Rio, sendo a primeira drag queen a subir no Palco Mundo, e gravações ao lado de Anitta, Diplo e Lucas Lucco. O público vai conhecer também as referências da artista na construção de sua carreira, e não me digam que Lady Gaga e Cher não estão nessa. O programa será dividido em quatro episódios e tem estreia marcada para o emblemático 1º de maio.

A inacreditável CPI dos ônibus 

Durante seu depoimento à CPI que investiga supostas fraudes no transporte público carioca, Ronaldo Valiño, sócio-diretor da PWC, contratada para calcular as tarifas dos transportes, explicou que sua empresa ainda não trabalhou no cálculo da tarifa atual porque a prefeitura ainda não pagou a ela o aditivo contratual deste ano, no valor de R$ 2.501.000. Segundo ele, em dezembro de 2015, a conclusão dos pesquisadores foi de que o valor da passagem deveria ser de R$ 3,38. Só que esse cálculo foi a partir de analogias, pois nenhum dos dados apresentados pelas empresas de ônibus foi auditado pela prefeitura. Tudo na maior confiança. Tipo confiando na palavra de honra das empresas de ônibus. Mó Deos!

Brasil D’Or

Está no Brasil o chef francês Daniel Boulud, dono de sete restaurantes em Nova York, e outros tantos no mundo todo, com uma constelação de estrelas Michelin nos seus restaurantes. Veio ser o presidente de honra do júri da etapa brasileira do Bocuse d’Or, cuja final será amanhã. A copa do mundo da alta gastronomia acontece no contexto do Sirha São Paulo - versão brasileira do maior salão de gastronomia e hotelaria no mundo. A diretora mundial do Sirha, Marie Odille Fondeur, também está em São Paulo, para alegria da grande promotora de tudo isso, a diretora geral da Fagga, Vânia Tavares. Boulud é fã da cozinha brasileira. No jantar de abertura do Sirha, ele se deliciou com um robalo ao molho de moqueca e farofa de banana-da-terra. Já que gosta tanto, bem podia incluir um prato brasileiro em sua rede internacional de restaurantes, para dar uma prestigiada em nossa culinária. #ficaadica. 

Ópera para surdos

A ópera La Serva Padrona (A criada patroa), de Giovanni Pergolesi, será encenada neste fim de semana na Cidade das Artes, com regência do maestro Evandro Rodrigues,  nos dias 17 e 18, sendo que a récita de domingo terá uma intérprete de Libras. Outra novidade são as legendas bilíngues, português e inglês, ainda não vistas nos grandes teatros líricos do Brasil. La Serva Padrona é uma sátira social, que opõe a esperteza do povo à avareza da burguesia. Tudo a ver com a vida real de antigamente, quando o povo era esperto, porque avara a burguesia continua.

No Passeio Público, amor I love You, entre os jardins, pontes e fontes, amor e paixão de Romeu e Julieta 

O parque do Passeio Público tem uma tradição de romantismo, com seus jardins, pontes, fontes e seu trottoir das moças e dos moços daquela hora na calçada. Quem foi, na noite da última terça-feira, ao Teatro Riachuelo, na Rua do Passeio, constatou: o amor estava espalhado no ar. Mas um amor sem malícia, um amor romântico, amor inocente, amor paixão, amor I love you... 

O espetáculo Romeu e Julieta ganhou uma adaptação, com o roteiro musical assinado por Gustavo Gasparani e Eduardo Rieche, e direção de Guilherme Leme Garcia. E o melhor: todas as músicas do espetáculo foram de Marisa Monte e gravadas por Marisa Monte. A Diva da MPB foi prestigiar a noite, ao lado do marido, Diogo Pires Gonçalves, da mãe, Sylvia de Azevedo, e do empresário Leonardo Netto. 

Marisa sentou-se ao lado do amigo dos tempos do colégio Andrews, Gustavo Gasparani que fez dedicatória à cantora no programa da peça: “Marisa, minha querida amiga, minha irmã, aceite esta peça como retribuição a tantos momentos bons e a tantos ensinamentos musicais que aprendi ao seu lado. Te amo!”. A musa deu o seu aval à montagem: “Eu não tenho palavras para agradecer toda essa emoção que eu vivi aqui, hoje, em poder estar aqui com essa equipe tão brilhante, que é responsável por esse espetáculo maravilhoso. Acho que todo mundo que assistiu está encantado. Eu, pelo menos, pude ver as minhas músicas de uma outra perspectiva e foi uma emoção muito diferente. Muito obrigada a todos. Boa noite!”. Guilherme Leme fez a diva encerrar a noite, cantando “Bem que se quis”, quando puxou o refrão “agora, vem pra perto vem, vem depressa, vem sem fim...”. Outro momento que emocionou a Monte foi ver em cena sua ex-backing vocal, Cacau Gomes, que no espetáculo vive a Sra. Capuleto. 

BORBULHANTES

ORANGE JUICE. Explicando melhor a laranjada de ontem na coluna, o boato, no high menos high e menos informado, é de que, no JB, somos laranjas do Zé Dirceu e do Lula. Ora bolas, isto é, ora laranjas! Se é para ser cítrico, bem melhor ser laranja de fortuna validada pelos bancos suíços... AGORA, ESSES dinheiros que foram sem nunca terem sido, tipo o triplex do Guarujá, que vai a leilão, cuja escritura é da OAS, a penhora é da Caixa e a propriedade é a convicção do juiz e do MPF... AH, SER LARANJA assim não vale, porque, quando chegar o fim do mês, vão dizer pra eu ir buscar o meu salário com quem? Com o Moro! É ruim, hein!... E SER LARANJA do Dirceu, que até a casa da mãe em Passa Quatro, comprada há mais de 50 anos, está penhorada?... Quero não... SE É PRA criar fake news de laranja com meu nome, prefiro ser laranja, tipo assim, do Geddel, que tem todas aquelas malas de milhões com dinheiro saindo pelo ladrão (ops, não tive a intenção de ofender), ou de um daqueles tucanos engravatados, que toda hora aparece um paraíso fiscal, um banco estrangeiro, confirmando conta em seu nome... AÍ SIM eu dormiria tranquila, sabendo que meu ganha croissant mensal estava garantido... DE FATO, Dirceu e Lula estão é me devendo dinheiro, pois entrei na lista de doadores para Dirceu poder pagar aquela sua multa alta na sentença do Mentirão, assim como entrei na vaquinha para ajudar nas caravanas do Lula... PENSANDO BEM... eles é que são meus laranjas... POR UM DIA, hoje, o Castelinho do Flamengo vai se chamar Castelo de Alice, evento da poetisa Alice Monteiro, que vai promover a cada mês um show inédito de nomes da música e da poesia. O de amanhã trará os queridos Christovam de Chevalier (e como ele diz bem um poema) e Fhernanda Fernandes. Às 18h30m. Programão... COM SEU novo aeroporto top, que custou cerca de 600 milhões de reais, Vitória deve receber, até o final do ano, o primeiro voo internacional regular de sua história. A cidade borbulha de emoção. As italianas Air Italy e Alitália e a espanhola Air Europe concorrem à conexão direta com Milão... O ESPÍRITO SANTO é o estado brasileiro com o maior registro de passaportes de oriundi, repleto de Ferrari, Coser, Michelini e por aí vai... LÁ FICA a primeira cidade fundada por imigrantes italianos, a bucólica Santa Teresa..