Rock in Rio: Sepultura se "vinga" com ritual metálico após polêmica

Agora, no Palco Mundo, grupo liderado por Derrick Green aliou vigor roqueiro à verve tribal 

Uma espécie de revanche: assim foi encarado o retorno do Sepultura ao Rock in Rio, pelo menos para quem acompanhou, do lado de cá dos bastidores, a passagem da banda de origem mineira (e sucesso mundial) pela edição passada, em 2011. Para quem não se lembra: os metaleiros foram escalados para uma performance no Palco Sunset naquele ano, acompanhados pelo incrível grupo de percussão francês Les Tambours du Bronx (que voltaram ao evento em 2013, novamente ao lado da banda fundada pelos irmãos Cavalera).

No fatídico dia, o grupo brasileiro Glória fez show simultaneamente no Palco Mundo para uma plateia infinitamente menor que os ‘concorrentes’ logo ali. Uma situação inusitada, porém previsivelmente constrangedora, da qual a organização do festival decidiu fugir este ano.

Desta vez, adequadamente alocada no espaço principal do Rock in Rio, não houve espaço para qualquer questionamento sobre a relevância do Sepultura no dia dedicado ao metal no line-up do evento. (LEIA MAIS AQUI E CONFIRA AS FOTOS)

[email protected]