Estreia de sucesso, novo filme de Woody Allen é o "mais cruel" de sua carreira

Protagonizado por Cate Blanchett, novo longa do cineasta vem arrebatando crítica e público

Retornar a Nova York parece ter feito um bem danado à carreira de Woody Allen. Depois de aventuras europeias bem-sucedidas como 'Meia-noite em Paris' e 'Para Roma, com Amor', o cineasta americano voltou à sua terra natal e parece ter alcançado mais um triunfo em sua (já gloriosa) trajetória.

'Blue Jasmine', estrelado pela australiana Cate Blanchett - no papel de uma dona de casa novaiorquina em crise de meia-idade, estreou em circuito limitado, nos Estados Unidos, na última sexta (26), e já desembarcou nas salas de exibição fazendo barulho.

Exibido em apenas seis salas ao redor do país, o filme arrecadou mais de US$ 600 mil, com uma média superior a US$ 100 mil por cada cinema em que foi exibido, motivo de celebração e sopro de bons ventos na carreira da película.

E, se o público vem se deleitando com a nova comédia de costumes de Allen, a crítica não discorda. A revista 'Vanity Fair', por exemplo, chamou o filme de ''brilhante'', apesar de considerá-lo ''o mais cruel de toda a carreira de Woody''. No site-termômetro 'Rotten Tomatoes', o índice de críticas positivas ao filme é de 85%.

[email protected]