No último dia de Dragão Fashion, desfile de Jum Nakao e fim de 'reality'!

Último dia do evento foi movimentado e cheio de expectativas, com anúncio do vencedor de concurso

Confira também o nosso blog.

O último dia de Dragão Fashion Brasil, em Fortaleza, que rolou nessa sexta-feira 13, foi o mais movimentado, de longe. Não apenas pelos desfiles, mas porque também tivemos o resultado do concurso de Novos Talentos, bem como o desfile do Reality Project Indústria Criativa, com curadoria de Jum Nakao. A Riachuelo abriu a noite com um desfile dividido em três blocos, com peças para todos os gostos. Nas passarelas, todas as tendências de Inverno estavam ali, desde casacões pesados com um pegada militar à cintura marcada. 

Em seguida, a segunda marca internacional do evento, Leitmotiv, apresentou sua coleção. Fabio Sasso e Juan Caro, responsáveis pelo estilo, vieram com uma proposta bastante comercial e simples, mas que funciona perfeitamente. Peças de corte seco com estamparia digital de ponta.

Delfrance Ribeiro, cujo desfile adiantamos aqui, mostrou sua moda festa bastante original. Peças com modelagem diferente (inovadora?), muitas estampas e cores fortes marcaram a coleção, feita para uma mulher bem feminina, de personalidade forte. 

A marca Handara apostou na modelo Gianne Albertoni, tanto para desfilar, quanto para criar as peças de Inverno. A coleção, assim como a da Renner, foi um mix de tendências e estilos, vestidos curtos e justos se misturavam a roupas estampadas de modelagem bem ampla. 

A estilista baiana Marcia Ganem foi a penúltima do dia e do evento e realizou um desfile belíssimo. As peças eram, em sua maioria, trabalhadas artesanalmente com uma riqueza de detalhes que impressionava. No fim, uma linha de vestidos de noivas que fez com que muitas mulheres saíssem dali querendo se casar na hora. 

E, para encerrar os desfiles, Jum Nakao e 20 participantes apresentaram a coleção que foi desenvolvida pela primeira vez durante uma semana de moda, e em tempo real: coleção inédita, como parte do Projeto Indústria Criativa (que deve virar um documentário e exposição).  

O tema, um breve manisfesto criado por Jum sobre a Redescoberta do Paraíso Brasileiro, tinha como objetivo alcançar a inovação e apropriação das tradições da moda brasileira nordestina. Nas peças, muita renda, moulage, crochê, aplicações e matéria-prima brasileira. 

E, para encerrar o evento com chave de ouro, o tão aguardado momento do vencedor do concurso de Novos Talentos.  A marca Santa Marcelina foi a escolhida e os alunos ganharam R$ 6 mil, além da participação do calendário oficial do evento. 

[email protected]