Exclusivo: será Nadine Ponce nossa nova Gisele Bündchen?

Em três meses de carreira, a modelo já ganhou mimo da Alexander McQueen depois de desfile

Confira também o nosso blog.

Às vésperas do desfile da Alexander McQueen na semana de moda de Londres, em setembro de 2011, a modelo Nadine Ponce passou um dia inteirinho de pé, a serviço de Sarah Burton, diretora criativa da marca, para que o vestido mais elaborado da coleção de Verão 2012 fosse finalizado em seu corpo. Além da delicada mistura de renda e couro do vestido, era preciso ajustar uma máscara, que era acoplada ao resto da peça e cobria completamente o seu rosto. O trabalho só acabou às 3 horas de manhã, o desfile aconteceu poucas horas depois e, no final da maratona, Nadine levou para casa um vestido da marca, doado pela designer. "A Sarah me deu um longo preto liiiiiindo da Alexander McQueen como presente por eu ter sido tão paciente durante a prova de roupas. Ela foi a designer que eu mais gostei de trabalhar até agora", conta Nadine. A história seria corriqueira no mundo da moda se a modelo presenteada com o mimo não tivesse começado sua carreira há três meses, aos 19 anos, e já fosse tida como a grande aposta brasileira dentre as nossas new faces.

Nos corredores do Fashion Rio, todos estavam à procura da menina, que nasceu em São Paulo, mas, entre idas e vindas, morou por 8 anos na Suíça, com seu pai alemão e mãe brasileira. "No momento eu estou morando em um avião, mas a minha cama e meu cachorro estão na Suíça", brincou a bela. No tempo que passa fora de casa, suas companhias são seus agentes e o telefone celular, que não para de tocar, com as amigas que conquistou ao redor do mundo do outro lado da linha. "Acabei de fazer uma campanha para a Topshop que já está nas ruas. Minhas amigas da Suíça me ligaram hoje dizendo: 'estou te vendo em um outdoor enorme!'. Esse apoio é muito, muito, importante para mim porque me sinto muito sozinha nas viagens. É muito difícil", lamenta. 

Nadine tem pouco tempo de carreira, mas, em apenas uma temporada de moda, a de Verão 2012 internacional, já desfilou para Yves Saint Laurent, Versace, Chanel, Christopher Kane, Alexander McQueen, Miu Miu e Prada. "Todos me perguntam como foi conhecer a Miuccia Prada. Meu contato com ela foi igual ao de qualquer modelo, um pouco distante, mas pude perceber que ela é muito profissional e correta", contou a moça, sempre simpática, calma e eloquente. Dificuldade para responder uma pergunta ela só teve quando perguntamos se gostava mais de desfilar na Europa ou por aqui. "São coisas muito diferentes. Aqui, o clima é mais descontraído, mas é melhor colocar aí que é empate. Não consigo decidir", disse. "Eu amo o Brasil. Sinto saudade até do cheiro do posto de gasolina! Parece que existe alguma coisa na terra daqui que emana uma energia muito boa e contagia as pessoas. Quando chego, sinto a diferença imediatamente. Sem falar nos homens aqui do Brasil...", finalizou, com um sorrisinho no canto da boca.

Nadine terminou os estudos no colégio em julho, foi aceita em uma universidade em Londres, mas decidiu adiar por um ano os planos de estudar teatro para 'ver o que dava' na carreira de modelo. Enquanto o prazo de 365 dias não acaba, prefere não fazer planos e, ao invés de dar atenção à responsabilidade de 'ser uma aposta', prefere apostar no 'deixa a vida me levar'. "Muita coisa pode acontecer em um ano. Só sei que a minha mãe não vai gostar nada de ler essa entrevista. Vai me ligar na hora e dizer: 'você me disse que ia para a faculdade depois disso tudo!'", concluiu, abrindo um sorriso que, infelizmente, não foi capturado em nenhuma das fotos tiradas nesse Fashion Rio.

[email protected]