Valdir manda o Vasco ao ataque

Para se afastar da zona de rebaixamento é preciso mudar dentro e fora de campo. Em 16º lugar com 19 pontos, o Vasco aposta no estilo boleiro de Valdir Bigode, técnico interino que tem o apoio dos jogadores, para derrotar o vice-lanterna Ceará, hoje (20h), em São Januário. E como só a vitória interessa, Valdir entende que só lhe resta mandar o time para o ataque e conquistar os três pontos.

O Vasco vem de três derrotas consecutivas no Brasileiro. Precisa reagir. Por isso, Valdir decidiu ser ousado. Mexeu na formação da equipe e vai a campo logo mais com apenas um volante, o argentino Desábato. O atacante argentino Maxi López, de 34 anos, começará como titular pela primeira vez. O zagueiro Breno, recuperado de dores no joelho, volta à zaga.

Com as opções testadas por Valdir Bigode, o time, que jogava no 4-2-3-1 passa a fazer um 4-1-4-1. Mas a grande aposta é mesmo o experiente Maxi López.  Homem de área, o argentino, que já jogou no Barcelona e no Grêmio, precisa ser abastecido para produzir.

Não será a primeira vez que Valdir Bigode comandará o time do Vasco. Na verdade, ele já dirigiu a equipe em três ocasiões e segue invicto. Foram dois empates e uma vitória. Ele, inclusive, estava no banco no empate de 1 a 1 com o Cruzeiro, na rodada seguinte à saída de Zé Ricardo, que pediu demissão após a derrota de 2 a 1 para o Botafogo, em São Januário. O time fez uma boa apresentação, mas mesmo assim o clube decidiu apostar na contratação de Jorginho, que estreou contra o Sport.

 Se o Vasco vencer hoje, Valdir seguirá como  interino. A diretoria vai levar a situação com a barriga até ser obrigado a tomar uma decisão.

Vasco: Martín Silva; Luiz Gustavo, Breno, Castan e Ramon; Desábato; Pikachu, Thiago Galhardo, Giovanni Augusto e Wagner; Maxi López. Ceará: Everson, Samuel Xavier, Thiago Alves, Luis Otavio e João Lucas.; Richardson, Edinho, Cardona, Juninho Quiaxadá, Arthur e Leandro Carvalho. Juiz: Vinicius Gonçaves Araújo (SP)