Juventus e CR7 partem com favoritismo na Serie A, mas não são intocáveis

Atual hepta campeã e com a chegada de Cristiano Ronaldo, a Juventus parece não ter adversário do mesmo nível na Itália. Mas a obsessão da equipe com a Liga dos Campeões pode abrir espaço para os rivais Napoli, Inter de Milão e Roma no Campeonato Italiano.

Com a Velha Senhora preparada para iniciar a temporada neste sábado, contra o Chievo, a excitação é considerável em torno de CR7. O Calcio não conta com um talento de seu nível do luso desde a década de 1990.

Mas Juventus pensa insistentemente na Champions. Depois de sete troféus da Serie A consecutivos, a equipe quer voltar a vencer o torneio continental após dois vice-campeonatos, em 2015 e 2017. A última vez que conquistou a Europa foi em 1996.

Para isso, a Juve recorreu a um especialista. Ronaldo levantou cinco vezes a "orelhuda" e terminou a competição como artilheiro em sete edições.

Durante a primeira aparição do português com a camisa do time italiano, o presidente Andrea Agnelli foi claro sobre a Liga dos Campeões: "passamos do sonho para o objetivo".

- Como Maradona -

A mesma sinceridade vem de Massimiliano Allegri, que começa sua quinta temporada na Juventus com os reforços de Leonardo Bonucci, Joan Cancelo e Emre Can.

"Nossa ambição é tratar de vencer a Liga dos Campeões, ainda mais do que nos anos anteriores. É normal que esta ambição seja a mais alta", explicou.

O português vai estrear no Campeonato Italiano no velho estádio Bentegodi, onde Diego Maradona também fez sua estreia no Calcio em 1984.

O ambiente será estranho, com a Itália vivendo sua primeira rodada após a queda de uma ponte em Gênova. Por isso, os times da cidade (Genoa e Sampdoria) tiveram seus jogos de final de semana adiados.

Milan-Genoa vai ser disputado no dia 19 de setembro, enquanto Sampdoria-Fiorentina vai ser realizado no dia 31 de outubro, anunciou nesta sexta-feira a liga italiana.

Os principais rivais da Juventus estreiam como previsto, com a Napoli viajando para enfrentar a Lazio no sábado.

- Impressionante Inter -

O vice-campeão da última temporada tem a chegada do técnico Carlo Ancelotti, após 10 anos comandando equipes na Inglaterra, França, Espanha e Alemanha.

Em seu novo time, Ancelotti precisará reconstruir o jogo desenvolvido pelo antecessor Maurizio Sarri, um desafio complicado já que Ancelotti advertiu com uma expressão italiana: "não estamos aqui para fazer bonecas".

Mas além da Napoli, o adversário mais perigoso para o time de Turim pode ser a Inter de Milão, quarta colocada no último ano e que se reforçou bastante durante o mercado.

Após sonhar com Luka Modric por várias semanas, a equipe garantiu Radja Nainggolan (Roma), Stefan De Vrij (Lazio), Kwadwo Asamoah (Juventus), Keita Baldé (Monaco) e o promissor atacante argentino Lautaro Martínez (Racing Club). O elenco a disposição de Luciano Spalletti está completo.

A Roma também é ambiciosa e sonha com um título, apesar das saídas de Nainggolan e do goleiro brasileiro Alisson (Liverpool). Com as chegadas de Javier Pastore, Justin Kluivert e o campeão do mundo francês Steven Nzonzi, o clube da capital parece bem armado.

Em segundo plano, apesar da contratação do argentino Gonzalo Higuaín, o Milan espera arranjar espaço para se colocar nas quatro primeiras colocações, que dão acesso à Liga dos Campeões. Um sonho compartilhado por todos.

-- Programação da 1ª rodada do Campeonato Italiano

- Sábado:

(13h00) Chievo - Juventus

(15h30) Lazio - Napoli

- Domingo:

(13h00) Torino - Roma

(15h30) Bologna - SPAL

Empoli - Cagliari

Parma - Udinese

Sassuolo - Inter

- Segunda-feira:

(15h30) Atalanta - Frosinone

. Adiados

Milan - Genoa

Sampdoria - Fiorentina

stt/dmk/am/dr/fa