Santos perde para o Nacional mas garante vaga nas oitavas da Libertadores

O Santos foi derrotado por 1 a 0 pelo Nacional no Uruguai, nesta terça-feira pela fase de grupos da Copa Libertadores-2018, mas garantiu a classificação antecipada às oitavas de final da competição.

Numa partida que começou em ritmo lento e terminou a todo vapor, o Santos acabou derrotado no estádio Gran Parque de Montevidéu graças ao gol de Leandro Barcia para o time da casa, aos 13 minutos do segundo tempo.

Apesar da derrota, o Santos, que se manteve na liderança do grupo 6 da Copa Libertadores com 9 pontos, um a mais que o Nacional (2º), avançou ao mata-mata da competição graças ao empate sem gol em Cusco entre Real Garcilaso e Estudiantes, da Argentina.

A uma rodada para o fim da fase de grupos, o Santos não pode mais ser alcançado por Estudiantes (3º) e Garcilaso (4º), ambos com 5 pontos.

- Pouca garra -

No início do jogo, o Santos até deu pinta de que pretendia voltar para casa com uma vitória no bolso, mas, talvez devido à classificação antecipada, não conseguiu manter o ritmo por muito tempo e sequer pareceu muito determinado a responder ao gol do Nacional na segunda etapa.

Do outro lado do campo, os uruguaios fizeram partida sólida, exibindo uma postura moderada de início, antes de aumentar a pressão em busca da tão importante vitória.

O Nacional só não voltou para o vestiário no intervalo em vantagem no placar porque Romero, sem goleiro, acertou a trave ao pegar rebote de Vanderlei, na melhor chance de gol do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Peixe continuou não levando perigo ao gol do Nacional. Já os uruguaios, apoiados por sua fanática torcida, mostraram claramente não estarem satisfeitos com o resultado.

O merecido gol do Nacional acabou saindo aos 12 minutos, quando Espino, acionado na ponta esquerda do ataque, levantou a cabeça e cruzou rasteiro, na medida para Barcia só empurrar a bola para as redes de Vanderlei, que nada pôde fazer.

Com a vantagem no placar e o resultado esperado no bolso, o Nacional manteve a superioridade em campo, aproveitando o marasmo do Peixe para se aproximar a um ponto da classificação às oitavas de final.

O lance mais curioso da partida aconteceu após o fim da partida. Ao perceber que tinha dado dois cartões amarelos para Léo Cittadini, o árbitro foi até o vestiário brasileiro e expulsou o meia santista, que não poderá jogar a última rodada da fase de grupos, no dia 24 de maio contra o Real Garcilaso na Vila Belmiro