Benfica vence o Vitória e volta a conquistar a Copa de Portugal

Com o título do Campeonato Português garantido na temporada, o Benfica venceu o Vitória de Guimarães por 2 a 1 e voltou a conquistar a Copa de Portugal após três anos de jejum na competição. Foi o 26º título da Copa conquistada pela equipe, líder isolada no quesito.

Após um primeiro tempo truncado, com muitos cartões amarelos distribuídos pelo árbitro, o Benfica chegou ao primeiro gol logo no terceiro minuto da etapa complementar. Artilheiro do time, o brasileiro Jonas foi garçom e tocou para Jimenez abrir o placar.

Publicidade

Cinco minutos mais tarde, foi a vez de Nelson Semedo acionar o arsenal de assistências e tocar para Salvio estufar as redes do Vitória e aumentar a vantagem no placar. Bongani Zungu, aos 33, descontou para o time alvinegro, mas foi só.

No caminho rumo ao título da Copa de Portugal, o Benfica deixou para trás o 1º de Dezembro  na terceira rodada e o Marítimo na quarta, com uma goleada de 6 a 0. Já nas oitavas, a equipe despachou o Real SC e, na sequência, venceu o Leixões por 6 a 2. O confronto mais difícil veio nas semis, quando a equipe venceu o Estoril por 2 a 1 fora de casa e empatou em 3 a 3 em Lisboa.

Agora com 26 títulos da competição, o Benfica aumentou ainda mais a vantagem para Porto e Sporting, seus principais rivais, que tem 16 títulos cada. A equipe Encarnada ainda completou a hegemonia no país lusitano, conquistado o Campeonato e a Copa.

FICHA TÉCNICA BENFICA 2 x 1 VITÓRIA DE GUIMARÃES

Local: Estádio Nacional, Oeiras, Portugual 

Data: 28 de maio, domingo 

Horário: 13h15h (de Brasília) 

Árbitro: Hugo Miguel (Portugal) 

Cartões Amarelos: Grimaldo, Jimenez e Samaris (Benfica); Gaspar, Marega e Josué Sá (Vitória de Guimarães) 

GOLS BENFICA: Jimenez, aos 3 do 2º tempo, e Salvio, aos 8 do 2º tempo; VITÓRIA DE GUIMARÃES: Zungu, aos 33 do 2º tempo

BENFICA: Ederson; Grimaldo, Lindelof, Luisão e Semedo; Fejsa (Samaris), Cervi (Silva), Pizzi e Salvio; Jonas e Jimenez; Técnico: Rui Vitória

VITÓRIA DE GUIMARÃES: João Miguel; Gaspar, Josué Sá, Pedrão e Niclomande (Teixeira); Zungu, Miranda, Hurtado (Celis), Hernani (Sturgeon) e Rafinha; Marega; Técnico: Pedro Martins