Fluminense recebe Madureira de olho na final da Taça Guanabara

Invicto e sem sofrer gols, Tricolor mantém pés no chão para garantir classificação

Invicto, sem sofrer gols e embalado no Carioca, o Fluminense busca a vaga na final da Taça Guanabara nesta tarde, contra o Madureira, em Xerém, no melhor cenário possível. Abel teve semana cheia para treinar a equipe e, por ter melhor campanha na fase de grupos, um empate é suficiente para garantir a classificação. No entanto, o treinador não quer entrar na empolgação do clima de carnaval e prega pés no chão para sua equipe, que entra como favorita no duelo. 

"É o tipo de jogo que não agrada para quem tem o favoritismo. O Madureira vinha disputando o primeiro lugar contra o Flamengo. É uma equipe muito bem dirigida. Estamos conscientes da responsabilidade, da dificuldade, do valor do adversário" disse o comandante. 

Há dez anos, em 2007, também em um sábado de carnaval, o Madureira surpreendeu e goleou o Flamengo por 4 a 1. O atacante Marcelo, ex-Flu, brilhou naquela partida com quatro gols e disse que o Rubro-Negro não conhecia o time adversário. Hoje, porém, Abel Braga mostrou-se atento aos perigos que o Tricolor Suburbano pode oferecer.

"Já conheço o PC Gusmão há muito tempo, é um ótimo técnico. O time tem o menino Douglas (Lima), tem o Souza, Julio César, bom lateral, bom zagueiro", disse o treinador, antes de completar brincando com o clima festivo. "Vamos entrar em campo sem qualquer tipo de fantasia".

O time de Abel Braga vai a campo com força máxima, com exceção de Cavalieri, ainda na fisioterapia. A escalação tem Júlio César; Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo; Orejuela, Douglas, Sornoza, Scarpa, Wellington e Henrique Dourado.