Tite convoca preparador que perdeu filho em tragédia da Chapecoense

O preparador físico Paulo Paixão foi convocado pelo técnico Tite para integrar a Seleção Brasileira que enfrentará a Colômbia, em amistoso de caráter beneficente no próximo dia 25, no Engenhão. Paixão será homenageado por ter perdido um filho no acidente com o avião da Chapecoense.

O amistoso contra a Colômbia, batizado de Jogo da Amizade, foi organizado para homenagear as 71 vítimas da tragédia aérea, ocorrida na madrugada do dia 29 de novembro, nos arredores da cidade colombiana de Medellín. Toda a renda será revertida para os familiares dos mortos.

Paixão, que conquistou diversos títulos como integrante da comissão técnica da Seleção, perdeu o filho Anderson no acidente aéreo. Ele trabalhava como preparador físico na Chapecoense desde 2011, quando o time estava na Série C do Brasileiro, e integrava a delegação que jogaria a final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional.

Anderson, de 37 anos, foi o segundo filho que Paixão perdeu. Alessandro Paixão, de 25 anos, sofreu uma parada cardíaca e faleceu em 25 de agosto.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais