Falcão recebe prêmio e entra para 'Hall da Fama' na Itália

Cerimônia contou com a presença do argentino Maradona

O ex-jogador brasileiro Paulo Roberto Falcão, ídolo da Roma e da seleção brasileira, entrou no Hall da Fama do futebol na Itália nesta terça-feira (17).    

O ex-craque participou da cerimônia da entrega da premiação em Florença e tornou-se o segundo brasileiro a receber a honraria no país do 'calcio'. Antes dele, apenas Ronaldo Nazário - que tem passagens pela Inter de Milão e pelo Milan - recebeu o prêmio.    

Após o prêmio, Falcão falou sobre seu treinador na equipe italiana, Nils Liedholm.   

"Quando cheguei à Itália, ele me pediu qual camisa queria usar e eu pedi a 5. Talvez tenha sido o primeiro a escolher esse número para aquele papel. Nasci em uma geração que os camisas 10 faziam história, mas espero ter dado uma contribuição importante para o futebol - seja na Itália ou em nível mundial", afirmou o ex-jogador.    

Além de Falcão, outras personalidades do futebol italiano foram premiadas pela Federação Italiana de Futebol (Figc) nesta terça.    

O "carrasco brasileiro" na Copa de 1982, Paolo Rossi, o ex-jogador Beppe Bergomi, a capitã da seleção italiana Melania Gabbiadini, o treinador do Leicester, Claudio Ranieri, e o ex-premier e dono do Milan, Silvio Berlusconi.    

Também receberam homenagens in memoriam o ex-treinador Nils Liedholm, o ex-árbitro Giulio Campanati e o ex-jogador do Milan e ex-técnico da seleção italiana Cesare Maldini.    Quem participou do evento foi o ex-craque argentino Diego Maradona, que recebeu o prêmio há dois anos por toda a sua história no Napoli, que afirmou "se sentir em casa" durante a premiação. 

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais