Paulo Paixão perde segundo filho em acidente com delegação da Chapecoense

"Tudo que ocorre tem um porquê", afirma o preparador físico, que disse ter "fé"

Após perder o segundo filho no acidente do avião que levava o time da Chapecoense para a disputa da final da Copa Sul-americana, o preparador físico Paulo Paixão afirmou ter fé em entrevista à rádio Gaúcha, nesta terça-feira (29).

"Tudo que ocorre tem um porquê. A gente crê em um comando maior. Quis o bom Deus que essa situação viesse", afirmou. Seu filho, Anderson Paixão, deixa dois filhos. Segundo Paulo, um deles completa 9 anos de idade nesta terça-feira (29).

Paulo Paixão já havia perdido outro filho, Alessandro, em 2002.

>> Chapecoense: Colômbia atualiza lista de sobreviventes em tragédia aérea