Fluminense vira sobre Sport e segue vivo na briga pela Libertadores

O Fluminense venceu o Sport por 3 a 1 na manhã deste sábado, jogando no estádio Giulitte Coutinho, em Mesquita. O jogo, porém, não foi sem dificuldades, já que a equipe pernambucana saiu na frente com gol contra de Gum logo aos 8 minutos e foi superior durante a maior parte de etapa inicial. No segundo tempo, o Flu subiu de produção e chegou à vitória com gols de Marcos Júnior, Richarlison e Gustavo Scarpa.

O resultado deixa o Fluminense com 46 pontos, forte na disputa por uma vaga na Libertadores de 2017. Já o Sport estacionou com 33 e permanece em risco de ser rebaixado para a Série B do ano que vem. Na próxima rodada, o Flu tem confronto direto contra o Santos na Vila Belmiro, na quarta-feira. No mesmo dia, o Sport recebe o São Paulo, na Ilha do Retiro.

O Jogo

O Sport, mesmo jogando na casa do adversário, não se intimidou e entrou no jogo com uma proposta agressiva. Com uma marcação alta, a equipe de Recife dificultava a saída de bola do Fluminense, que demorou a acordar na partida.

Os Pernambucanos assustaram logo aos 4 minutos de bola rolando. Diego Souza, em dia inspirado, fez boa jogada pela direita e cruzou de trivela para Rogério livre na marca do pênalti. O atacante acertou o cabeceio, mas a bola saiu à esquerda da meta de Júlio César.

Aos 10, Diego Souza cobrou falta da entrada da área e soltou a bomba. A bola foi com grande efeito e Júlio César espalmou para escanteio. Gabriel Xavier cobrou pela esquerda e levantou na área. O zagueiro Gum tentou cortar mas desviou de Júlio César e marcou contra.

Mesmo em desvantagem, o Flu continuava com dificuldades para impor seu jogo. O Sport seguia melhor em campo e continuou a levar perigo para a meta tricolor. A torcida do Flu começou a vaia a equipe e pedia a entrada de Magno Alves.

A equipe de Levir Culpi começou a entrar na partida após a metade da primeira etapa. Aos 27, bola roubada no campo de defesa e o contra-ataque é acionado. Gustavo Scarpa recebe lançamento na ponta direita, corta para dentro, entra na área e chuta forte. Magrão voa e faz boa defesa.

Aos 37, o Flu desperdiçou sua melhor oportunidade na etapa inicial, em jogada bem trabalhada. Com o Sport todo recuado em seu campo, Gum lançou Wellington Silva na direita. O lateral tocou de primeira para o meio e deixou Marcos Júnior na cara do gol, mas o atacante chutou fraco e Magrão salvou o Sport com grande defesa.

O Sport respondeu aos 42 na cobrança de uma falta da intermediária, pela direita. Éverton Felipe levantou na pequena área e Ronaldo Alves aparece para tocar de primeira, mas Júlio César defende e salva o segundo gol.

Vendo a situação de sua equipe em campo, Levir Culpi promoveu uma alteração no intervalo. Douglas saiu para a entrada de Richarlison. A atitude do Tricolor em campo também mudou. A equipe ganhou velocidade e passou a pressionar mais o Sport.

Aos 7, Wellington Silva rouba a bola na intermediária do Sport, avança e solta a bomba, que passa perto do travessão do Sport. No minuto seguinte Wellington Silva lança Wellington na ponta esquerda, e o atacante corta dois, entra na área e chuta. Magrão defende parcialmente mas dá rebote. Marcos Júnior aproveitou e empatou a partida. O gol empolgou o Fluminense. Aos 11, o Sport tenta armar jogada na intermediária do Flu mas perde a bola. No contra-ataque, Richerlison recebe na esquerda e chuta cruzado, mas Magrão defende e manda para escanteio.

A virada veio finalmente aos 21. Wellington enfiou pelo meio da defesa do Sport e achou Richarlison na entrada da área pela esquerda. Ele penetrou e chutou rasteiro de canhota para marcar o segundo do Flu.

Perdendo de 2 a 1, Oswaldo de Oliveira foi para o tudo ou nada e tirou dois meias para colocar em campo dois atacantes. Saíram Gabriel Xavier e Éverton Felipe, para as entradas de Vinícius Araújo e Lenis. Mas a equipe pernambucana demostrava um certo cansaço, e não conseguiu imprimir o ritmo necessário para chegar ao empate, além de se expor mais ainda ao contra-ataque.

A melhor chance de empate dos Pernambucanos foi aos 40. Jogada trabalhada na esquerda do ataque, Rodney Wallace cruza na área, e a bola é cabeceada por um atacante do Sport, mas para trás. Ela sobra para Rithely, que acerta belo chute no canto, mas Júlio César faz a defesa.

No minuto seguinte, o Flu matou o jogo. Bola lançada na intermediária que a zaga do Sport tenta cortar, mas na dividida pelo alto a bola sobra para Gustavo Scarpa. O meia avança em diagonal e toca por cobertura para fazer um golaço e dar números finais ao duelo em Mesquita: 3 a 1.

FICHA TÉCNICA FLUMINENSE-RJ 3 X 1 SPORT-PE

Local: Estádio Giulitte Coutinho, em Mesquita (RJ)

Data: 1 de outubro de 2016 (Sábado)

Horário: 11h (de Brasília)

Renda: R$ 24.3815,00

Público: 7.801 pagantes (9.008 presentes)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)

Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)

Cartões amarelos: Cícero (Flu); Durval, Paulo Roberto, Rodney Wallace (Sport)

Gols:SPORT: Gum, contra, aos 10 min do 1º tempoFLUMINENSE: Marcos Júnior, aos 10, Richarlison, aos 21, e Gustavo Scarpa, aos 41 min do 2º tempo

FLUMINENSE: Júlio César, Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus; Pierre, Cícero, Douglas (Richarlison) e Gustavo Scarpa; Wellington (Magno Alves) e Marcos Júnior (Marquinho); Técnico: Levir Culpi

SPORT: Magrão, Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Rodney Wallace; Rithely, Paulo Roberto (Neto Moura), Diego Souza, Gabriel Xavier (Vinícius Araújo) e Éverton Felipe (Lenis); Rogério; Técnico: Oswaldo de Oliveira