Wawrinka vence Nishikori e pega Djoko na final do US Open

O suíço Stan Wawrinka está na final do Aberto dos Estados Unidos pela primeira vez na carreira. A classificação veio nesta sexta-feira, com a vitória sobre o número 7 do mundo Kei Nishikori por 3 sets a 1, com parciais de 4/6, 7/5, 6/4 e 6/2, após 3h12 de partida.

O número 3 do mundo chegou à primeira final de Grand Slam na temporada. Campeão do Roland Garros no ano passado e do Aberto da Austrália em 2014, Wawrinka enfrentará ninguém menos que o número 1 do mundo Novak Djokovic na final de domingo em Nova York.

O sérvio, que nesta sexta passou por Gael Monfils, tem larga vantagem no histórico do confronto contra o suíço: em 23 confrontos no circuito, foram 23 vitórias de Djoko contra apenas quatro de Wawrinka. A última vitória de Stan sobre o melhor do mundo foi justamente na final da edição de 2015 de Roland Garros.

O jogo

O primeiro set mostrou dois tenistas com bom aproveitamento nos saques e sem grandes dificuldades para confirmarem seus serviços. Wawrinka acabou sofrendo uma quebra em seu terceiro game sacando e não conseguiu reverter a desvantagem diante de um Nishikori focado em surpreender novamente. Resultado, vitória de 6/4 para o japonês.

Parecia mesmo o dia do asiático, que impôs uma quebra logo no primeiro game da segunda parcial, no entanto, acabou cedendo seu segundo serviço. Nishikori fez jogo duro e não cedeu à agressividade de Wawrinka, que precisou levar a decisão a um game extra para alcançar a quebra e fechar em 7/5.

O japonês continuou dificultando a vida do suíço no terceiro set, mas acabou cedendo uma quebra novamente em seu segundo serviço. Wawrinka chegou a ver um empate no placar, mas novamente foi superior no momento decisivo, conquistando uma quebra no último game e fechando em 6/4.

Os atletas sentiram o ritmo intenso do jogo no quarto set, e acabaram cedendo mais pontos que o normal. Principalmente Nishikori, que sofreu três quebras de serviço e viu Wawrinka vencer por 6/2 sem grandes dificuldades.