Pioneiro do 'wingsuit', Alexander Polli morre durante salto

Incidente ocorreu a uma semana da morte de outro saltador

O pioneiro dos saltos com wingsuit e do base-jump, Alexander Polli, 31 anos, morreu nesta terça-feira (23) após cair durante um salto nos Alpes Franceses, na área de Brevent, em Chamonix.    

Segundo as equipes de resgate, o acidente com o ítalo-norueguês ocorreu a cerca de 1,5 mil metros de altura em um local conhecido por registrar diversos acidentes. De acordo com a mídia francesa, o alerta do acidente foi dado por quatro colegas que também saltavam na região francesa.    

Polli era muito conhecido por ter milhões de fãs nas redes sociais, especialmente no YouTube, onde mostrava suas acrobacias e voos espetaculares. Em 2013, o base-jumper chegou a fazer um voo a 250km/h na Espanha, que lhe rendeu o apelido de "homem morcego".    

O wingsuit é uma modalidade do paraquedismo em que, por meio de uma espécie de macacão com asas, permite voos de alta performance e em locais mais difíceis de serem atingidos com outros equipamentos.    

O acidente ocorre há poucos dias de outro expoente do esporte, o italiano Uli Emanuele, morrer durante um salto. Aos 29 anos, o base-jumper morreu após saltar de uma montanha em Lauterbrunnen, nos Alpes Suíços.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais