Em Nápoles, Higuaín vira sinônimo de lata de lixo

Atacante argentino está de saída do Napoli para a Juventus

De "novo Maradona" a traidor, o atacante argentino Gonzalo Higuaín, que está cada vez mais perto da Juventus, virou sinônimo de lata de lixo na cidade de Nápoles.

A Velha Senhora está disposta a pagar ao Napoli a multa rescisória de 90 milhões de euros prevista no contrato do centroavante e levá-lo para Turim, enfurecendo mais uma grande torcida na Itália.

Higuaín foi artilheiro do último Campeonato Italiano com 36 gols, melhor marca da história, e passou a ser tratado pelos apaixonados tifosi napolitanos como o "novo Maradona", que virou mito com a camisa do clube partenopeo.

No entanto, sua iminente transferência para a Juve - após ter feito juras de amor ao Napoli - vem provocando reações furiosas em toda a cidade. Nos últimos dias, diversos contêineres de lixo espalhados pela metrópole foram vandalizados com a camisa e fotografias de Higuaín.

"A cidade está criticando duramente o jogador com o qual imaginava ter criado uma relação especial. Higuaín não está sendo criticado como jogador, mas sim como um homem que mentiu aos torcedores e traiu sua confiança e seu amor incondicional", disse o vereador Francesco Emilio Borrelli.

O próprio prefeito de Nápoles, Luigi de Magistris, afirmou que enxerga a saída do argentino como uma "grave traição", principalmente para alguém que continua vendo o futebol como "uma paixão".

No último mês de junho, a Juventus já havia desatado a fúria da torcida de outro time italiano, a Roma, ao contratar o ídolo Miralem Pjanic, que passou a ser chamado de "Judas" pelos giallorossi.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais