Grêmio usa dinheiro da venda de Rhodolfo e renova com Luan

Cumprindo sua política de valorização da "prata da casa", o Grêmio usou parte do dinheiro recebido pela venda do zagueiro Rhodolfo ao futebol turco para ampliar o vínculo de algumas de suas principais promessas formadas na base. Principal jogador da equipe na temporada, o atacante Luan foi o primeiro a ser valorizado: além de um aumento salarial, o jogador de 22 anos teve seu contrato foi ampliado em um ano, indo agora até o final de 2018.

Luan já foi assediado por clubes europeus em 2014 e neste ano, mas o Grêmio não pretende vender nenhum jogador formado em casa. O clube tricolor é dono de 70% de seu passe. O novo vínculo dele com o time gaúcho será oficializado assim que o contrato for publicado pela CBF.

Outros jogadores devem passar por processo semelhante. No caso do volante Walace, o clube trabalha para comprar mais 20% de seu passe, a assim deter 60% dos direitos econômicos. O atacante Pedro Rocha, artilheiro da equipe na temporada, também terá vínculo estendido e receberá uma valorização. Outros jovens que subiram recentemente ao elenco profissional vêm logo em seguida nesta fila.