Gol e passe! Kaká brilha e é MVP do Jogo das Estrelas da MLS

Em sua primeira experiência no MLS All Star Games (ou Jogo das Estrelas da Major League Soccer), o brasileiro Kaká mostrou competência, mas também a conhecida "sorte de principiante". No Orlando City desde o início do ano, o meio-campista foi destaque no amistoso festivo contra o Tottenham ao marcar um gol e dar assistência para David Villa, sendo eleito como o melhor jogador em campo (MVP).

Em um time que tinha David Villa e Clint Dempsey no comando de ataque, coube a Kaká carregar a braçadeira de capitão. Vestindo a camisa 22, número que o consagrou nos tempos de Milan, e com o qual estreou como profissional no São Paulo, o meia de 33 anos se mostrou contente pela boa apresentação e projetou outras participações em Jogos das Estrelas.

“É muito mais do que eu esperei. Eu estou muito feliz por essa noite, não foi ruim para o meu primeiro All Star. Espero que nos próximos anos eu possa participar de mais jogos desse tipo”, falou Kaká, que abriu o placar cobrando pênalti e, minutos depois, serviu David Villa dentro da área para o espanhol ampliar o placar.

Se Steven Gerrard e Frank Lampard, recém-contratados por LA Galaxy e New York City, ficaram de fora, Kaká atuou como titular desde o início do jogo em Denver. O brasileiro, contratado para impulsionar não só a marca do Orlando City como o próprio esporte em solo estadunidense, admitiu um grande significado em derrotar um time europeu como o Tottenham.

“Provamos que a MLS é forte. Parabéns a esses caras, jogamos um jogo maravilhoso esta noite (quarta-feira). Amanhã (quinta), todo mundo vai ver no noticiário de futebol que o time da MLS venceu um importante time europeu como o Tottenham. Obrigado a todos os torcedores que estiveram aqui, e aos que não estiveram também”, disse.