Fez pressão? Atacantes desencantam após anúncio de Barrios

Crise, um ataque que marcava pouco e queda de técnico: este era o cenário do Palmeiras quando o atacante Lucas Barrios anunciou no Facebook que vestiria a camisa alviverde. Ainda com a seleção paraguaia para a disputa da Copa América naquele momento, o atacante viu seu status de salvador da pátria mudar para alguém que vai ter que suar muito para conquistar a vaga no Palmeiras quando se integrou ao elenco, já que Leandro Pereira e Cristaldo melhoraram muito o aproveitamento desde então.

Barrios anunciou a sua chegada no dia 18 de junho. Desde então, Leandro Pereira, que assumiu a condição de titular, marcou seis vezes, enquanto Cristaldo, “talismã” no segundo tempo, balançou as redes em três oportunidades. Pereira já superou a sua marca no Campeonato Paulista, quando marcou três gols, enquanto Cristaldo já empatou a sua marca no Estadual.

A dupla ficou muito perto de sair do clube. Leandro chegou a ter sondagem do Grêmio, mas o Palmeiras preferiu manter o jogador. Já Cristaldo chegou a declarar publicamente que preferia ser negociado caso não tivesse espaço no time. O River Plate chegou a mostrar interesse, mas a negociação não foi concretizada.

"(Barrios) É um grande jogador. Tive a oportunidade de ver alguns jogos na Copa América. Ele vem para ajudar e somar. Mas vai ter trabalho para tomar a vaga da gente no ataque", analisou Leandro Pereira após a confirmação da contratação pelo Palmeiras, no dia 13 de julho.

O aumento de produção não é apenas mérito dos atacantes, mas do time como um todo neste período. O anúncio de Barrios ocorreu na mesma semana em que Marcelo Oliveira assumiu o Palmeiras. Antes da chegada do bicampeão brasileiro, o clube tinha marcado apenas oito gols em sete rodadas do Brasileiro. Com ele, já são 18 gols em oito rodadas. O clube já tem o segundo melhor ataque da competição, apenas três atrás do Atlético-MG.

Ainda há no elenco Alecsandro, outro que chegou para resolver o problema no ataque após o fraco desempenho no início do Brasileiro. Após estrear contra o Fluminense, o ex-flamenguista jogou a sua primeira partida como titular contra o Grêmio, a primeira após o anúncio de Barrios. Após passar em branco em Porto Alegre, o camisa 21 sofreu uma lesão na coxa esquerda, e só voltou a treinar nesta semana.

Mesmo assim, Alecsandro promete ser outra sombra para Barrios. No jogo-treino contra o São José, disputado na última terça, ele jogou apenas o segundo tempo, mas marcou duas vezes na goleada por 6 a 1. O paraguaio também deixou a sua marca na primeira etapa. Na atividade de quarta, Alecsandro e Leandro foram os destaques, marcando belos gols. Barrios teve participação tímida.

O paraguaio foi apresentado oficialmente apenas no dia 16 de julho, herdando a camisa 10 de Valdivia. A sua estreia aconteceu no clássico contra o Santos, quando entrou no final da partida. Na goleada contra o Vasco, ele teve mais tempo para mostrar o seu talento, substituindo Leandro Pereira após a goleada já estar sacramentada, mas pouco produziu em São Januário.

O problema agora fica nas mãos de Marcelo Oliveira, que tem que administrar a disputa por quatro jogadores por uma vaga. A primeira solução parece ser o deslocamento de Cristaldo. Contra o Vasco, o argentino entrou no meio-campo, no lugar de Rafael Marques, enquanto Barrios jogou de centroavante. O mesmo posicionamento da dupla foi feito no jogo-treino contra o São José.

Apesar da ameaça, Barrios ainda tem tudo para assumir a condição de titular se manter a média que teve no Montpellier e na seleção paraguaia. Na França, foram 11 gols em 33 partidas na última temporada, enquanto na Copa América ele balançou as redes três vezes em quatro partidas, sendo que foi reserva em boa parte da competição. Resta saber agora se a concorrência vai deixar ele ter espaço no Palmeiras para buscar números semelhantes.