Após denúncia do sindicato, Santos pode perder pontos por atraso de salário

A fase do Santos não está boa dentro de campo, e isso parece ser reflexo da área extra campo da equipe. Com recorrentes atrasos de pagamento de salário dos jogadores, o Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado de São Paulo protocolou uma denúncia contra o Alvi Negro Praiano. O documento foi encaminhado ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e Confederação Brasileira de Futebol (CBF), e requer, em nome dos atletas do time, a determinação de um prazo para o pagamento dos atrasados, sob pena de perda de pontos no Campeonato Brasileiro de 2015.

O Sindicato baseou sua denúncia no artigo 18 do regulamento do campeonato, que prevê “perda de três pontos por partida a ser disputada” ao clubes que “por período igual ou superior a 30 dias estiver em atraso com o pagamento da remuneração”. Todos os atletas, e o Sindicato, têm o direito de recorrer ao item para acelerar o pagamento dos atrasados, de acordo com o regulamento, aprovado por todos os clubes em março deste ano.

Caso a dívida seja comprovada, o STJD concede um prazo de 15 dias para que o clube pague as dívidas ou comprove a quitação dos pagamentos atrasados. Caso não haja o pagamento dentro do prazo, o Santos corre o risco de perder três pontos a cada rodada do campeonato. Ou seja, cada semana de atraso vai representar menos três pontos para o time na tabela de classificação da competição até o prazo se esgotar.

O Santos admite estar em débito em relação a um mês de salários e dois meses de direitos de imagens, que em alguns casos superam o valor em carteira de trabalho. Há duas semanas, a equipe finalmente pagou as premiações pelo título do Campeonato Paulista e um mês de atraso salarial.

Na última temporada o atraso nos pagamentos fez a equipe perder jogadores importantes como o goleiro Aranha, o volante Arouca, ambos para o Palmeiras, além do atacante Leandro Damião e do lateral Mena, que foram para o Cruzeiro.