Paris apresenta candidatura para sediar Olimpíada de 2024

Paris anunciou formalmente nesta terça-feira o desejo de sediar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2024, ato realizado no Comitê Nacional Olímpico (CNOSF) que contou com a presença de grandes nomes do esporte francês e da prefeita da cidade, Anne Hidalgo.

O comitê organizador quis que a apresentação da candidatura coincidisse com o Dia do Olimpismo, celebrado hoje para marcar a criação do Comitê Olímpico Internacional (COI), nesse mesmo dia em Paris em 1894.

Com isso, a cidade tentou deixar para trás a tentativa frustrada de sediar os Jogos de 2012, quando divulgou a intenção de organizar a competição em 14 de julho, Dia Nacional da França.

Diferente daquela ocasião, desta vez a candidatura apostou em enfatizar os atletas ao invés de políticos e instituições. Estavam presentes no ato a tenista Marion Bartoli e o jogador de basquete Nicolas Batum.

O presidente da candidatura e até então principal representante da Federação Internacional de Rúgbi, Bernard Lapasset, afirmou que conta com o pleno apoio dos governos municipal, regional, e nacional, assim como do CNOSF e do movimento esportivo francês.

"É maravilhoso receber um apoio público tão significativo e o verdadeiro respaldo de nossos atletas", ressaltou.

Para Hidalgo, ao se candidatar para os Jogos, Paris olha em direção a "um futuro emocionante e corajoso enquanto continua fiel a suas ricas tradições esportivas e culturais".

A prefeita parisiense anunciou que será feito um projeto integral que contará com os maiores talentos de Paris e de sua periferia, com ênfase na juventude, para "mostrar a união e solidariedade de uma cidade cosmopolita".

"Começamos, já estamos aqui", anunciou enfaticamente Hidalgo, que no início tinha se manifestado reticente à candidatura da capital francesa.

Em comunicado, a presidência do país se juntou ao apoio à candidatura, ao considerar que "se trata de um momento único para que toda uma geração se una e mostre ao mundo o melhor da França".

"O Estado fará tudo para acompanhar o movimento esportivo e apoiar esta candidatura que será exemplar nos planos ambiental, econômico e cidadão", comunicou o Palácio do Eliseu.

Ao longo dos próximos meses, Paris revelará aos poucos os detalhes de sua candidatura, que será enviada ao COI antes do dia 15 de setembro.