Uefa cobra adiamento de eleições na Fifa

Após a prisão de sete dirigentes da Fifa na Suíça, incluindo o ex-chefe da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin, a Uefa pediu o adiamento das eleições para a presidência da entidade comandada por Joseph Blatter.    

A cúpula da instituição europeia se reuniu nesta quarta-feira (27) em Varsóvia, na Polônia, e decidiu que pode até boicotar o congresso anual da Fifa, marcado para a próxima sexta (29), mesma data do pleito na entidade máxima do futebol mundial.    

"Os eventos de hoje [27] são um desastre para a Fifa e ofuscam a imagem do futebol como um todo. Esses fatos mostram, mais uma vez, que a corrupção está arraigada na cultura da Fifa", diz uma nota da Uefa.    

Mais cedo, o vice-presidente da instituição, Giancarlo Abete, havia declarado que estava "surpreso e entristecido" com os acontecimentos na Suíça. Os cartolas da Fifa foram detidos a pedido do FBI, que investiga crimes de extorsão, fraude e lavagem de dinheiro.