Roland-Garros começa neste domingo com forte presença do Brasil

Teliana furou o quali e se juntou a Bellucci, Feijão, Melo, Sá e Soares no profissional

O mais brasileiro entre os quatro torneios de Grand Slam do tênis, Roland-Garros inicia neste domingo a sua 114ª edição e mais uma vez conta com representantes do Brasil nas chaves principais masculina e feminina em simples e duplas no profissional e juvenil.

Nesta sexta-feira, a pernambucana Teliana Pereira conquistou a classificação para a chave principal ao furar o qualifying vencendo a espanhola Laura Pous Tio na rodada final, com 3/6 6/0 e 7/5. Teliana se junta à lista de brasileiros com Thomaz Bellucci, João Souza, Marcelo Melo, Bruno Soares e André Sá no profissional.

Outros três brasileiros chegaram perto da vaga e a estreia na chave principal de Grand Slam, mas foram superados na rodada final. Beatriz Haddad Maia, de 18 anos, perdeu para a australiana Olivia Rogowska por 3/6 7/6(5) 6/3. Guilherme Clezar, de 22 anos, foi derrotado pelo japonês Yoshihito Nishioka, com 6/2 6/1. André Ghem, de 32 anos, parou no francês Stephane Robert por 6/2 6/7(4) 8/6.

Na chave feminina de simples, Teliana enfrentará na primeira rodada a jovem francesa Fiona Ferro, de 18 anos, que é a atual 326ª do mundo. A partida de estreia da brasileira acontece neste domingo, primeiro dia da chave principal.

Finalista do ATP 250 de Genebra, na Suíça, neste sábado, Thomaz Bellucci vem em grande fase ao lado do técnico João Zwetsch, capitão do Time Correios Brasil na Copa Davis, e fará sua estreia em Roland-Garros contra o australiano Marinko Matosevic, número 100 do mundo.

João Souza, o Feijão, tenta retomar o caminho das vitórias e obter seu primeiro triunfo na chave principal de um Major em Roland Garros. Ele encara na primeira rodada o espanhol Daniel Gimeno-Traver, 65º do mundo.

Nas duplas, Roland-Garros tem neste ano cinco parcerias formadas com brasileiros, número que pode subir para até sete dependendo de desistências.

Atual número 3 do mundo, o mineiro Marcelo Melo joga mais uma vez ao lado do croata Ivan Dodig, com quem não pôde jogar em 2014 devido a uma lesão sofrida pelo parceiro. Semifinalistas em 2013, o mineiro Bruno Soares e o parceiro austríaco Alexander Peya mais uma vez perseguem o título.

De volta aos títulos ATP em 2015, André Sá formará parceria com o argentino Maximo Gonzalez. Vice-campeão do ATP de Quito, Feijão repete a dupla com o dominicano Victor Estrella Burgos e Thomaz Bellucci joga ao lado do português João Sousa, seu adversário na final de simples em Genebra.

O Brasil ainda tem Teliana Pereira ao lado da tcheca Barbora Krejcikova no feminino, a apenas duas desistências da chave. No masculino, o gaúcho Marcelo Demoliner é o sétimo alternate ao lado do colombiano Nicolas Barrientos.

Um dos destaques brasileiros neste ano está no juvenil, com Orlando Luz entre os favoritos após as semifinais alcançadas na temporada 2014 em simples e duplas. O atual número 2 do mundo juvenil está jogando nesta semana o Trofeo Bonfiglio, na Itália, e pode chegar a Paris como novo líder do ranking se conquistar o título.

A chave principal feminina do juvenil tem garantida a presença da paulista Luisa Stefani, que também foi semifinalista de duplas em 2014 e obteve resultados importantes na temporada como os títulos de duplas do Banana Bowl e do Campeonato Internacional de Porto Alegre.

No qualifying, o paulista Igor Marcondes e o paranaense Gabriel Sidney são os representantes brasileiros no masculino, enquanto a paulista Thaisa Pedretti compete no feminino em busca da vaga na chave principal.

E a grande novidade é a possibilidade de dois outros brasileiros disputarem a chave principal juvenil. Campeões do “Rendez-Vous à Roland-Garros Brasil”, realizado em parceria da CBT e a FFT, o paulista Gabriel Decamps e a carioca Maria Clara Silva disputam neste domingo um triangular com representantes de China e Índia em uma quadra ao lado da Torre Eiffel. Se vencerem a disputa, eles garantem presença e reforçam o time brasileiro no mais charmoso Grand Slam