Enderson releva nova perda e já vê substitutos para Arouca

O técnico do Santos, Enderson Moreira, não demonstrou abatimento com a oficialização da saída do volante Arouca do clube, nesta quinta-feira, após acordo amigável entre as partes. Enderson afirmou não pensar mais nos atletas que deixaram a equipe no início da temporada e que já vê, inclusive, alguns possíveis substitutos para o jogador dentro do próprio elenco.

"A partir do momento que o atleta saiu, já não penso mais nele. Vejo o Santos nessa posição com novos jogadores para surgirem, terem mais oportunidades. Essa pode ser uma chance para descobrir um novo jogador de capacidade técnica", explicou o treinador.

Durante a entrevista, o comandante disse estar entusiasmado com o desempenho da equipe nos treinamentos e que, na sua própria opinião, o time brigará por título.

Arouca está próximo de ser anunciado pelo Palmeiras. A definição para a liberação do Santos ocorreu em reunião na tarde desta quinta-feira, na Vila Belmiro, e contou com o perdão da dívida salarial do clube (referente ao não pagamento do salário de dezembro, 13º e direitos de imagem), além da promessa de retirar a ação trabalhista que move e que seria julgada na sexta.

Pelo acordo entre as partes, o Santos seguirá com parte de seu percentual, ainda não revelado. O volante ainda está atrelado a Teisa (Terceira Estrela Investimentos S/A), grupo formado por santistas influentes.

Para a posição, o técnico conta com o colombiano Valencia, que ainda realiza recondicionamento físico para chegar ao peso ideal, além de Elano, Alison, Lucas Otávio, Renato, Leandrinho e a promessa Thiago Maia, que atuam na mesma função.

Além de Arouca, o técnico já perdeu o goleiro Aranha e o zagueiro Edu Dracena, que também rescindiram os contratos com o clube. O clube também não conta mais com o lateral esquerdo chileno Eugenio Mena, único a sair por meio de liminar judicial, além do centroavante Leandro Damião, cedido por empréstimo, mas que também processa o clube. Ambos foram para o Cruzeiro.

Enderson externou por fim que não inscreverá os 28 jogadores exigidos para a disputa da competição. A lista precisa ser entregue à Federação Paulista de Futebol (FPF) nesta quinta-feira. O treinador deixará algumas vagas abertas antes de definir todos os nomes.

"Temos jogadores que participam de competições internacionais, então há um ou outro que vamos esperar para estar tudo certo. Não que falte convicção, é só para que tenhamos mais tempo", concluiu.