STJD acata pedido, e Cruzeiro terá que ceder 10% de bilhetes ao Atlético-MG

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva acatou o pedido do Atlético-MG e determinou que o Cruzeiro dê os 10% dos ingressos da segunda final da Copa do Brasil, no Mineirão, aos rivais alvinegros. O STJD confirma que o time celeste deve cumprir o Regulamento Geral de Competições e reserve cerca de 6.000 entradas aos visitantes. Se descumprir, a multa deve chegar a R$ 100 mil.

O problema começou no início da semana, em reunião na sede da Federação Mineira de Futebol (FMF). Nela, o Cruzeiro anunciou que cederia cerca 2.736 bilhetes, ou 5%, ao valor de R$ mil cada. O preço já foi reduzido para R$ 500 por determinação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Caso não cumpra essa ordem, o time celeste terá que desembolsar R$ 10 mil por ingresso.

Em vistoria da PM na ultima quarta, o número de entradas para os atleticanos teve redução ainda maior: de 2.736 para 1.854 ingressos, neste caso menor que os 5 a 10%, como prevê o estatuto do torcedor.

Cruzeiro e Atlético-Mg decidem a Copa do Brasil em duelo marcado para esta quarta, às 22h, no Estádio do Mineirão. O time alvinegro tem a vantagem de poder perder até por um gol de diferença, já que venceu a ida por 2 a 0.