Chapecoense sai da degola com goleada e põe Fluminense longe do G-4

Parece que a Chapecoense joga demais só quando quer. Após amargar seis jogos sem vitórias, demitir o treinador Jorginho e afastar seis jogadores, o time de Chapecó, que já foi capaz de vencer o Internacional por cinco gols neste Campeonato Brasileiro, surpreendeu mais uma vez. Na noite desta quinta-feira, a equipe contou com contra-ataques eficientes e fez 4 a 1 no favorito Fluminense em pleno Maracanã, no Rio de Janeiro, para sair da zona de rebaixamento e deixar os cariocas longe do G-4.

A vitória veio em ótima hora para a Chapecoense. Em crise com a ausência de vitórias e o fantasma da zona de rebaixamento, o time de Chapecó deixa a degola a apenas três rodadas do fim do Brasileiro. O time de Santa Catarina vai a 39 pontos, na 15ª colocação, e empurra o Coritiba para a zona da queda. Na próxima rodada, os catarinenses terão duelo de suma importância: recebem o desesperado Botafogo às 19h30 (de Brasília) do domingo.

O próximo fim de semana também será decisivo para as pretensões do Fluminense. O time tricolor visita o Sport, às 17h do mesmo dia, em busca de se manter vivo na briga pelo G-4. A derrota da noite desta quinta complicou os planos da equipe de Cristóvão Borges, que queria entrar no bolo da zona de classificação à Copa Libertadores da América. Com 57 pontos, em sétimo, os tricolores estão a quatro pontos do quarto colocado Atlético-MG e podem ver a diferença aumentar para seis em caso de vitória do Grêmio nesta noite.

A primeira etapa do duelo no Maracanã começou de forma acelerada. Como só a vitória interessava, as equipes partiram para cima desde os primeiros momentos e criaram boas chances. A primeiro foi de Fred, que recebeu na área e chutou cruzado para grande defesa de Danilo, aos 2min. Os visitantes responderam no minuto seguinte, quando Camilo saiu na cara de Cavalieri, mas chutou para fora.

O ritmo eletrizante do início caiu aos poucos. O Flu tinha mais posse de bola, mas a Chapecoense mostrava ousadia e também ia para cima. Até o intervalo, os donos da casa reclamaram de pênalti do goleiro Danilo em Rafael Sóbis aos 24min, enquanto o clube catarinense criou grande chance com Fabiano, que chutou forte em cima de Diego Cavalieri aos 32min.

A ousadia da Chapecoense foi premiada logo no primeiro minuto do segundo tempo, que contou com a entrada de Walter no lugar do apagado Cícero. Após boa jogada de Tiago Luís e falha da defesa tricolor, Bruno Silva emendou de fora da área: 0 x 1. Os cariocas por pouco não empataram aos 4min: após levantamento na área, Fred cabeceou para espetacular defesa de Danilo.

Na base do erro adversário, o time de Santa Catarina conseguiu ampliar aos 20. Leandro escapou pela direita e cruzou rasteiro para Camilo finalizar. O resultado ficou ainda mais confortável em novo contra-ataque pelo lado direito: aos 25min, Fabiano cruzou e Leandro completou de carrinho. Houve ainda tempo para mais: em meio aos gritos de "time sem vergonha" dos tricolores, Bruno Silva saiu na cara de Cavalieri e finalizou sem chances para o arqueiro. O Fluminense diminuiu em gol contra de Rafael Lima pouco comemorado no Maracanã.