Paysandu empata com Macaé em 1ª final da Série C 

O Paysandu esteve muito próximo de sair derrotado da primeira partida da grande final da Série C do Campeonato Brasileiro. Mais precisamente, a seis minutos. Atuando dentro de casa, em um Moacyrzão com bom público (cerca de 7 mil pessoas), o Macaé vencia o duelo de ida da decisão por 1 a 0 até os 39min do segundo tempo, quando Yago Pikachu anotou gol de falta e decretou o empate por 1 a 1 no Rio de Janeiro.

Com a igualdade, a decisão fica, de fato, para o duelo da volta, no próximo sábado, às 17h (de Brasília), no Estádio do Mangueirão. Quem vencer erguerá o troféu da terceira divisão nacional. Qualquer empate superior a 1 a 1 dá a taça ao Macaé, pelo número de gols fora de casa. Um 0 a 0 será favorável ao Paysandu, enquanto uma nova igualdade por 1 a 1 levará a disputa para os pênaltis. Os dois times (assim como CRB e Mogi Mirim) já garantiram vaga na Série B de 2015.

O jogo foi, no geral, muito equilibrado em Macaé. O time da casa, aliás, fez um primeiro tempo melhor que o do adversário. Apesar de ter chegado poucas vezes com perigo ao gol paraense, não correu riscos atrás. O destaque dos 45 minutos iniciais foi a substituição do meia do Paysandu Héverton, que jogou o Campeonato Brasileiro pela Portuguesa no ano passado e foi o pivô do rebaixamento paulista para a segunda divisão nacional.

No segundo tempo, a partida ficou mais aberta, e as duas equipes conseguiram balançar as redes. Foi o Macaé quem abriu o placar. Aos 16min, Diego Corrêa cruzou para a área, e, após falha do goleiro Paulo Rafael, João Carlos não desperdiçou. Quando a vitória dos mandantes parecia sacramentada, porém, o Paysandu chegou ao importante empate. Aos 39min, Yago Pikachu cobrou falta venenosa para dentro da área, e a bola passou por todo mundo, morrendo no fundo das redes do Macaé. A decisão ficou, mesmo, para o Mangueirão.