Flu cede empate ao Bahia em Brasília e segue fora do G-4

Uma vitória sobre o Bahia poderia colocar, ao menos momentaneamente, o Fluminense de volta ao G-4 do Campeonato Brasileiro. E ela esteve muito próxima de acontecer, neste sábado, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Fred abriu o placar de cabeça no primeiro tempo, e o time carioca cansou de perder chances daí para frente. No fim, foi castigado, sofreu gol de Marcos Aurélio aos 36min, e o jogo terminou empatado por 1 a 1.

A igualdade fez o Fluminense chegar aos 41 pontos, mas seguir na sexta posição, a dois tentos do G-4 – uma vitória colocaria o time carioca no grupo dos classificados para a Libertadores ao menos até a partida do Atlético-MG, às 18h30 (de Brasília). Já o Bahia subiu aos 30 pontos, mas seguiu no 14º posto – ainda muito ameaçado pelo rebaixamento. As duas equipes voltam a campo na próxima quinta-feira, às 19h30 (de Brasília). O time nordestino visita o Santos na Vila Belmiro, enquanto o carioca recebe o Atlético-MG, no Maracanã.

O Bahia começou a partida em alta velocidade – assustando em investidas de Barbio pela esquerda e de Railan pela direita -, mas foi castigado por não ter aproveitado o início sonolento da defesa do Fluminense. Aos 21min, Conca cobrou falta com veneno para dentro da área, e, no rebote, Wagner voltou a alçá-la para o “tumulto”. Bem posicionado, Fred subiu mais que Marcelo Lomba e só cutucou de cabeça para o funda das redes, abrindo o placar para os cariocas.

O gol aumentou a intensidade da partida, que passou a protagonizar lances perigosos de ambos os lados. Aos 26min, Fred chegou com espaço dentro da área, mas Marcelo Lomba saiu da meta e impediu o tento. Um minuto depois, Uelliton respondeu com finalização forte de longa distância, mas Cavalieri defendeu em dois tempos. A grande chance, porém, foi de Kieza, que, aos 29min, antecipou-se a Marlon e, frente a frente com o goleiro adversário, bateu por cima do gol.

O jogo seguiu muito aberto no segundo tempo. Aos 3min, Lomba novamente saiu mal do gol, e Fred por pouco não fez mais um de cabeça. Desta vez, porém, a zaga baiana afastou praticamente em cima da linha. Sete minutos mais tarde, o atacante do Fluminense protagonizou lance bizarro ao furar finalização na segunda trave. Vendo o seu time pecar nos chutes a gol, então, Cristóvão sacou Cícero e colocou Rafael Sobis em campo.

Praticamente no primeiro lance do atacante no jogo, porém, ele perdeu gol incrível. Conca cruzou aos 19min, e Sobis completou por cima da meta frente a frente com Lomba. O castigo quase veio na sequência, mas a cobrança de falta de Emanuel Biancucchi passou rente à trave direita de Diego Cavalieri. Aos 37min, porém, uma nova infração permitiu o empate ao baianos. Marcos Aurélio cruzou para a área despretensiosamente, e a bola passou por todo mundo, morrendo no canto esquerdo do gol carioca: 1 a 1. No fim, o Fluminense partiu para a pressão, mas Fred e Edson perderam boas chances, e o empate foi sacramentado.