Dunga convoca Kaká para substituir machucado Ricardo Goulart

Depois de chamar Marcelo Grohe e Souza na última quinta-feira, Dunga anunciou mais uma convocação surpreendente para a Seleção Brasileira que enfrentará Argentina (em 11 de outubro, pelo Superclássico das Américas, na China) e Japão (no dia 14 de outubro, em amistoso realizado em Cingapura). Kaká, melhor jogador do mundo em 2007 e principal jogador do São Paulo na atual edição do Campeonato Brasileiro, está de volta ao selecionado nacional. O meio-campista de 32 anos foi convocado nesta sexta-feira para o lugar do cruzeirense Ricardo Goulart.

O meia-atacante da equipe mineira sentiu um desconforto muscular na coxa esquerda durante treinamento do Cruzeiro na última quinta e foi cortado da lista de Dunga nesta sexta. Isto porque ele realizou exames em Belo Horizonte e teve constatado um estiramento. Assim, Kaká foi chamado para substituí-lo e está de volta à Seleção após pouco mais de um ano – seu último jogo com a camisa amarelinha foi contra a Rússia, em 25 de março de 2013, quando Luiz Felipe Scolari ainda era o treinador da equipe.

O meia desfalcará o São Paulo nas 27ª e 28ª rodadas do Campeonato Brasileiro, contra Atlético-PR e Atlético-MG, respectivamente. Ele também deve ficar de fora do jogo de volta do time tricolor na Copa Sul-Americana, contra o Huachipato, no dia 15. Sua volta ao clube paulista, então, está garantida apenas para o duelo diante do Bahia, no Morumbi, em 18 de outubro.

A convocação desta sexta-feira prova que Dunga não hesitará em chamar jogadores que estevirem em bom momento, independente da idade. Kaká já tem 32 anos e, em 2018, quando a próxima Copa do Mundo será disputada, possuirá 36. Apesar disto, o jogador goza de muito prestígio junto ao comandante, que o elegeu líder da Seleção Brasileira que disputou o Mundial de 2010, na África do Sul.

Na ocasião, Kaká vivia momento delicado na carreira, batalhando contra problemas físicos e também contra a falta de sequência no Real Madrid, mas mesmo assim seguiu como principal jogador da equipe nacional. Desde a saída de Dunga após a Copa de 2010, o meia foi chamado por Mano Menezes para alguns amistosos, mas perdeu espaço principalmente com Felipão.

Com Scolari, o melhor jogador do planeta em 2007 só viu o seu nome na lista de convocados para os amistoso contra Itália e Rússia e, assim, ficou de fora da Copa das Confederações e da Copa do Mundo. Desde o seu último chamado para a Seleção, ele deixou o Milan, acertou transferência ao Orlando City, dos Estados Unidos, e também começou a jogar pelo São Paulo por empréstimo até o fim do ano. Neste momento, é o principal jogador da equipe tricolor, que ocupa a terceira colocação na Série A.