Phelps diz estar arrependido por dirigir embriagado

Nadador norte-americano foi detido em Baltimore, nos EUA

(ANSA) - O nadador norte-americano Michael Phelps, maior campeão olímpico da história, declarou no Twitter que está arrependido de ter decepcionado as pessoas por ter sido preso após dirigir embriagado em Baltimore, nos Estados Unidos.

    "Eu entendo a gravidade das minhas ações e assumo toda a responsabilidade. Eu sei que essas palavras podem não significar muito agora, mas eu lamento profundamente por todos aqueles que eu decepcionei", escreveu o esportista. Phelps foi detido em torno da 1h da madrugada enquanto guiava sua Range Rover branca a quase 140 km/h. Um teste de bafômetro revelou que o nadador havia ingerido o dobro da quantidade de álcool permitida por lei. Levado a uma delegacia, ele terá de responder por dirigir embriagado, exceder limites de velocidade e não respeitar faixas de ultrapassagem. O norte-americano foi liberado cerca de duas horas depois.

    Em 2004, quando tinha 19 anos, o campeão olímpico já tinha sido preso em circunstâncias semelhantes. (ANSA)