Polícia Civil gaúcha indicia quatro pessoas por injúria racial contra goleiro

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul indiciou hoje (30) quatro torcedores do Grêmio por injúria racial contra o goleiro do Santos, Aranha. O atleta foi insultado no dia 28 de agosto, na Arena do Grêmio, durante uma partida contra o Santos pela Copa do Brasil.

Em entrevista coletiva, o delegado Cleber Ferreira informou que os indiciados – uma mulher e três homens – foram flagrados proferindo ofensas ao goleiro no estádio. São eles: Patrícia Moreira, Éder de Quadros Braga, Rodrigo Machado Rychter e Fernando Moreira Ascal. Segundo a Polícia Civil, três pessoas ainda precisam ser identificadas.

Ainda de acordo com a polícia, os quatro torcedores estão sendo responsabilizados pelo crime de injúria qualificada, descrito no Artigo 140, Parágrafo 3 do Código Penal. Um deles também será indiciado por furto, já que aparece nas imagens furtando o boné de um segurança para descaracterizar sua imagem.