Digão e Thiago Neves levam Al Hilal para a final da Champions League Asiática

O clube dos brasileiros Digão e Thiago Neves poderia perder por até dois gols de diferença que, ainda assim, garantiria a classificação para a final da Liga dos Campeões da Ásia. Com o placar apertado, o Al Hilal viu o adversário Al Ain crescer, mas, com muita tranquilidade, conseguiu administrar o resultado e perdeu o jogo por 2 a 1 fora de casa, nos Emirados Árabes. Como tinha vencido a partida de ida por 3 a 0, com gol do camisa 7 brasileiro, agora, o clube saudita está na decisão da competição que dá acesso ao Mundial Interclubes da Fifa. Digão, que jogou todas as partidas do torneio, é um dos principais responsáveis pelo bom momento do clube. Para se ter ideia, nas últimas 9 partidas, o Al Hilal sofreu apenas os dois gols da partida de hoje.

O zagueiro falou a respeito do jogo. "Sabíamos que não seria fácil. Eu e o Thiago procuramos conversar com os nossos companheiros e reforçar o fato de que não havia nada ganho ainda. Tínhamos de entrar ligados e motivados, senão poderia acontecer o pior. Logo no início do jogo, sofremos um gol que poderia abalar qualquer time, mas nós estávamos muito focados, pois sabíamos do nosso potencial, então não desesperamos, muito pelo contrário. Mantivemos os pés no chão e seguramos o resultado sem muitos sustos. O importante é que lutamos até o fim pela vaga e conseguimos a classificação. Agora é descansar e nos prepararmos para a final".

Digão esteve presente em 100% das partidas do Al Hilal na Copa dos Campeões da Ásia, sendo fundamental na campanha de 6 vitórias, 4 empates e apenas duas derrotas. Thiago Neves participou de 9 confrontos das 12 partidas disputadas na competição, com um aproveitamento de 4 vitórias, 3 empates, duas derrotas e 4 gols feitos, média de 0,44 gol por partida.

O meia brasileiro falou sobre a final da competição. "Conseguimos o nosso objetivo, que era a vaga na decisão do campeonato. O Al Hilal é um dos maiores times da Ásia e já faz um bom tempo que não chega tão longe. Mas não estamos satisfeitos apenas em chegar à final; queremos o título e temos totais condições para isso. Tudo vem dando certo no clube porque todo o trabalho foi muito bem feito, desde a pré-temporada até os treinamentos diários.  O ataque vem fazendo gol, e a zaga está muito sólida desde que o Digão chegou. Vamos respeitar o nosso próximo adversário da mesma forma que respeitamos todos os outros nessa campanha, mas queremos esse título e vamos dar o nosso melhor para isso".

A partida entre o Western Sydney, da Austrália, e o Seoul, da Coréia do Sul, que definirá o adversário do Al Hilal, começará amanhã (1º), às 6h30 (horário de Brasília. Os jogos da final da Liga dos Campeões da Ásia serão disputadas nos dias 24 e 31 de outubro.