Rexona-AdeS vence o Camponesa/Minas por 3 sets a 0

Na segunda rodada do Torneio de Brasília, disputada neste sábado (27), no ginásio do Sesi Taguatinga (DF), o Rexona-AdeS superou o Camponesa/Minas por 3 sets a 0 (32/30, 25/17 e 25/18). Com o resultado, a equipe carioca ainda pode conquistar o bicampeonato da competição, mas precisa vencer o Brasília Vôlei neste domingo (28) e contar com um tropeço do Dentil/Praia Clube, de Uberlândia.

Com maior volume de jogo do que na partida de sexta-feira (26), o Rexona-AdeS conseguiu fazer um bom jogo contra o Camponesa/Minas. No primeiro set, as duas equipes não conseguiram abrir vantagem e a partida acabou decidida pela força de ataque do time carioca. Principalmente com Bruna e Andreia. Daí em diante, as duas opostas, que revezavam na linha de passe, foram muito acionadas pela levantadora Roberta, que substituiu Fofão, poupada na partida, e corresponderam.

Do outro lado, o Camponesa/Minas não conseguia encaixar seu jogo e sofria com os frequentes bloqueios do Rexona-Ades. O resultado foi a partida fechada sem que a equipe carioca perdesse nenhuma parcial.

“A vitória de hoje foi importante, mas o que vale mesmo aqui é a oportunidade de jogar. Eu estou muito feliz de estar sendo selecionada. Tive que passar em alguns momentos e é uma experiência a mais para acrescentar na minha carreira. Preciso mesmo disso e fico contente do time ter feito um bom jogo. Estou aqui sempre para ajudar. Tenho que mostrar meu potencial e espero sempre ser testada e cobrada”, afirmou Bruna.

A novidade na equipe de hoje foi a presença da ponteira Regiane. Ela, que há duas semanas sentiu dores no joelho direito nos treinamentos e vinha sendo poupada, entrou em quadra e colaborou para a vitória.

“Além da vitória do time, foi uma vitória para mim também. Estava há duas semanas sem treinar todos os movimentos, saltando pouco e essa volta me deixa muito feliz. Sempre estou à disposição para ajudar o time e hoje não foi diferente. Estamos no início da temporada, precisamos de ritmo e acredito que participar destes jogos ajuda muito”, finalizou Regiane, jogadora que já mais tempo veste a camisa do Rexona-AdeS: 11 temporadas.