Oswaldo e Seedorf minimizam derrota e projetam manutenção da liderança

Uma derrota que, naturalmente, não estava nos planos, mas que não abala as pretensões do Botafogo. É assim que o grupo encara o revés por 1 a 0 para o Flamengo, neste domingo, no Engenhão. Com 14 pontos, na liderança do Grupo A, o time depende apenas de suas forças para garantir a classificação como primeiro colocado. Basta vencer o Boavista domingo.

"Foi um jogo muito equilibrado, o gol foi um momento de sorte deles. Faz a diferença. Tivemos duas ocasiões claras de gol, se não matar, perde o jogo. Não aconteceu nada grave, sem problemas. É seguir trabalhando, tudo serve para crescer, vamos para a frente", declarou Seedorf ao fim do jogo.

O técnico Oswaldo de Oliveira considera que o time foi melhor no primeiro do que no segundo tempo e que pecou pelas chances desperdiçadas. Para o treinador, a saída de Fellype Gabriel, por um choque no joelho direito, foi prejudicial. Entretanto, mais do que lamentar, o momento é de projetar a próxima partida.

"Nós continuamos liderando o nosso grupo e vamos trabalhar para tentar manter essa liderança. Só depende de nós, vencer a próxima partida. Nossa meta é tentar garantir a classificação em primeiro lugar no nosso grupo", define.

O elenco alvinegro tem folga nesta segunda-feira e retoma as atividades na terça-feira, para iniciar a preparação para o último jogo da fase de grupos da Taça Guanabara, domingo, contra o Boavista.