UFC: Bisping acusa Vítor Belfort de falsidade

A pouco mais de uma semana do UFC São Paulo, quinto evento da organização de MMA no Brasil, em 19 de janeiro, o clima esquentou para os protagonistas do card principal. O inglês Michael Bisping se irritou com uma declaração de Vitor Belfort, que o teria chamado de "hooligan", e não aceitou pedidos de desculpas do brasileiro via mensagens de texto. Vendo falsidade na atitude do carioca, o lutador europeu ainda acusou Belfort de trapacear com golpes ilegais em seus combates.

"O que me fez perder o respeito pelo Vitor foi que, após ele me xingar pelas costas, ele me mandou uma mensagem de texto falando que não quis dizer aquilo e ainda colocou ‘LOL’ (gíria de internet que significa risada) e carinhas felizes no texto. Pelo menos assuma o que disse a respeito de mim, você é um homem crescido. Não somos amigos, não somos namorados de escola...", disparou Bisping, para depois tomar a ofensiva.

"Eu estava sendo respeitoso, e ele me chamando de hooligan, enquanto todas as suas grandes vitórias no UFC vieram após golpear pessoas ilegalmente na nuca. Ele é um trapaceiro. Ele tem dado golpes contra a nuca de adversários há anos e eu estou treinando justamente essa defesa porque eu sei que ele vai tentar dá-los de novo", afirmou.

Bisping e Belfort vão se enfrentar pela divisão dos pesos médios, e o vencedor deve ganhar um title shot contra o campeão da categoria, o brasileiro Anderson Silva. Sem nunca ter lutado antes pelo cinturão, Bisping mostrou confiança de que poderá superar Vitor e depois tomar o título de Anderson, que reina na divisão até 84 kg desde 2006 e nunca perdeu uma luta no UFC.

"Vitor cometeu um grande erro ao atacar meu caráter. Eu estava motivado, mas agora quero dar um show. Vitor tem dois ou três rounds para me derrubar – e sua melhor chance é me acertando na nuca como fez com Franklin, Akiyama, Rumble e outros – e então seu tanque de gás ficará vazio e ele tomará uma surra de mim. Eu irei forçá-lo a lutar em um ritmo que ele não aguentaria nem com 20 e poucos anos. Seu condicionamento cardiorrespiratório é patético, honestamente. Ele é o maior desafio da minha vida, mas estou pronto”, disse o britânico.

Já Belfort preferiu evitar polêmica, e não atacou Bisping ao ouvir do inglês que serviria de "saco de pancadas" na luta. “Cada um fala o que quer, mas eu só escuto o que eu quero. Não como comida podre”, afirmou Vitor. UFC São Paulo contará com brasileios em todas as lutas dos cards principal e preliminar, com participação de ex-integrantes do reality show The Ultimate Figher Brasil, como Daniel Sarafian, Godofredo Pepey e Francisco Massaranduba.