Incêndio na sede do Fla deixa Jade e Hypolitos sem local para treino

O incêndio que atingiu a sede do Flamengo na manhã desta quinta-feira, na zona sul do Rio, destruiu pelo menos 1/3 do Ginásio Cláudio Coutinho, onde a equipe de ginástica artística do clube treina. A presidente do Flamengo, Patricia Amorim, disse que parte dos equipamentos utilizados nos treinamentos foi perdida. Segundo ela, foram investidos, este ano, R$ 400 mil na reforma do ginásio. Além disso, R$ 300 mil foram repassados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) para a aquisição de novos aparelhos.

O ginásio está interditado, e os atletas estão impossibilitados de utilizar o local. Segundo Patricia, havia um grupo de crianças que se preparava para iniciar o treinamento, por volta das 8h, quando o fogo começou. A mandatária rubro-negra declarou que todos foram retirados com segurança.

“O fogo começou do lado esquerdo, no fosso, onde há uma piscina de espuma na qual os ginastas fazem acrobacias. É uma concentração grande de material inflamável, que se espalhou rapidamente. A nossa caixa elétrica está intacta, não foi uma pane elétrica”, disse a presidente.

No local, treinam cerca de 400 atletas das escolinhas e da equipe de ginástica rubro-negra, como os irmãos Diego e Daniele Hypolito, e Jade Barbosa, que já disputaram os Jogos Olímpicos.

“O ginásio não está em condições de uso, houve comprometimento do teto”, pontuou a dirigente.

Patricia Amorim evitou adiantar possíveis causas do incêndio e ressaltou que vai aguardar o resultado da perícia, que já trabalha no local. Ela se apressou a dizer que todos os equipamentos de combate a incêndio do clube funcionaram “perfeitamente”.

“Tão logo o incêndio começou, o clube foi isolado, a segurança teve um trabalho exemplar. Não tivemos nenhum ferido. Nossos equipamentos funcionaram rapidamente, e isso foi atestado pelo bombeiros”, completou.

Por ora, o incêndio não interfere no processo eleitoral, segundo Patricia Amorim. A votação que definirá o presidente para os próximos três anos, prevista para a próxima segunda-feira (3), será feita no Ginásio Hélio Mauricio, onde treina o time de basquete.

“Em princípio, nada muda. Mas temos que esperar o trabalho dos técnicos, para ver até qual momento o Flamengo mantém a interdição. Acho que a princípio, só na área do ginásio mesmo”, comentou.