Desafetos, brasileiros lideram baterias dos 100 m rasos T11 

Os brasileiros Felipe Gomes e Lucas Prado fizeram declarações bem curiosas na final dos 200 m T11 dos Jogos Paralímpicos de Londres. Na ocasião, Gomes se sagrou vencedor, batendo, inclusive, o atual recordista mundial da prova, Prado, que teria "cantado vitória" antes da hora. Neste sábado, ambos se classificaram com os melhores tempos nas baterias dos 100 m rasos T11 e se encontram na final, no Estádio Olímpico.

O melhor tempo deste sábado foi feito por Lucas Prado, que marcou 11s15. A segunda melhor marca, de 11s16, ficou com o chinês Lei Xue. Ouro nos 200 m, Felipe Gomes teve a terceira marca da bateria, com 11s20. Outro brasileiro na prova, Daniel Silva nem largou.

Antes dos Jogos Paralímpicos de Londres, Lucas Prado, segundo Gomes, teria afirmado que levaria as três medalhas de ouro (nos 100, 200 e 400 m). Por enquanto, Prado só conquistou uma prata na competição, que foi nos 400 m T11.

A final dos 100 m rasos T11, que ocorre neste sábado à tarde, às 15h36 (de Brasília), será marcada pela disputa entre Lucas Prado e Felipe Gomes, primeiro e terceiro melhores tempo da bateria, respectivamente.

Na manhã deste sábado, nos 100 m T37 (para cadeirantes), o único brasileiro da prova, Lucas Ferrari, fez o seu melhor tempo na carreira na bateria dois, com 12s18, mas não foi o suficiente para chegar a final. Como apenas nove competidores passam às finais, Ferrari, que fez o 11º tempo no geral, acabou eliminado.