Brasil faz 3 na Suécia e ameniza pressão sobre Mano Menezes 

Pressionado após o vice-campeonato olímpico em Londres, Mano Menezes ganhou um respiro nesta quarta-feira. Em amistoso comemorativo contra a Suécia no Estádio Rasunda, em Estocolmo, a Seleção Brasileira dominou a partida e venceu por 3 a 0, com todos os gols marcados por centroavantes: um de Leandro Damião e dois de Alexandre Pato.

O resultado serve para atenuar a pressão sobre o técnico do Brasil. No último sábado, a equipe perdeu por 2 a 1 para o México, no Estádio de Wembley, mantendo a sina de não conseguir conquistar a medalha de ouro olímpica.

Nesta quarta-feira, a base olímpica foi mantida por Mano Menezes para enfrentar a Suécia, mas houve espaço para algumas novidades: o lateral direito Daniel Alves e os volantes Paulinho e Ramires, que não estiveram na Olimpíada, foram titulares.

Com o domínio da partida desde o início, o Brasil poderia ter aberto o placar já aos 17min do primeiro tempo, quando Neyamr aproveitou o rebote após chute de Leandro Damião e balançou as redes; equivocadamente, a arbitragem assinalou impedimento. Aos 31min, o próprio Neymar fez cruzamento preciso para Damião fazer 1 a 0, batendo com um cabeceio o goleiro Isaksson.

Na segunda etapa, a Suécia melhorou ligeiramente e chegou a ter grande chance para empatar aos 32min, mas Toivonen, livre na grande área, concluiu mal a jogada iniciada com passe de Hysén.

Na sequência, Alexandre Pato decidiu a partida. O atacante, que havia entrado em campo aos 29min da segunda etapa no lugar de Damião, marcou pela primeira vez aos 38min: Hulk arriscou de fora da área e, após desvio do jogador do Milan, a bola sobrou para Daniel Alves, que tocou para Pato balançar as redes.

Dois minutos depois, o próprio Pato deu números finais ao placar: ele recebeu passe de Ramires e foi derrubado dentro da grande área por Wernbloom; na cobrança, o centroavante chegou a escorregar, mas deslocou Isaksson ao finalizar no centro do gol - 3 a 0 e mais tranquilidade para Mano Menezes, cuja equipe volta a atuar em setembro.