Sondado pelo Flamengo, Roger diz que pode se aposentar

Sem clube desde a rescisão com o Cruzeiro, no último dia 19, o experiente meio-campista Roger, 33 anos, disse nesta terça-feira, no Hotel Sheraton, no Rio de Janeiro, que pode se aposentar oficialmente do futebol.

No local, o atleta tomou café da manhã com Kléber Leite, ex-presidente do Flamengo. Perguntado, Roger contou que foi consultado pelo clube, que busca um camisa 10 desde a saída de Ronaldinho, porém negou uma possível negociação. "Houve conversa, mas não tem nada concreto", disse.

Formado na base do Fluminense, o meio-campista iniciou a carreira no clube tricolor carioca, onde teve três passagens - duas por empréstimo enquanto era jogador do Benfica. Desde então, Roger jogou por Corinthians, Flamengo, Grêmio e Cruzeiro, clube que defendia desde 2010.

Com uma passagem pelo futebol do Oriente Médio, o jogador afirmou que só retorna ao mundo árabe caso venha uma proposta muito boa, não descartando a opção. "Neste ponto da carreira você tem que escolher bem as propostas. Só vou aceitar alguma oferta que me traga novos desafios", explicou o meia.

Roger admitiu ter sido consultado por algumas equipes, mas recusou propostas por considerar que nenhuma oferecia o esperado. "Não sei o que pode acontecer, se não aparecer alguma proposta que me agrade pode ser que eu pare", finalizou o jogador.

No hotel, Roger ainda deu um abraço e conversou com Andrés Sanchez, diretor de seleções de Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A Seleção está hospedada no Sheraton em preparação para a Olimpíada de Londres 2012.