Em clássico histórico, Fluminense bate Fla e assume liderança 

A data era 7 de julho de 1912. Há exatos 100 anos nascia o maior clássico do Rio de Janeiro e um dos maiores do Brasil, eternizado pelo jornalista Mário Filho como Fla-Flu anos depois. Naquela partida o Fluminense derrotou o Flamengo por 3 a 2. A tarde deste domingo foi de festa pela comemoração do centenário do clássico. Ídolos do passado e famosos homenagearam as duas equipes. De pano de fundo a partida válida pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. Assim como no primeiro clássico, o Fluminense saiu vencedor, desta vez por 1 a 0.

A rica história do duelo conhecido também como Clássico das Multidões é repleta de partidas memoráveis e ídolos que se eternizaram ao longo desses 100 anos de confronto. Assis, pelo Fluminense e Zico, pelo Flamengo, são um dos grandes expoentes de atuações brilhantes nesse clássico. E quem brilhou no clássico que marcou o centenário foi o atacante Fred, autor do único gol da partida. Foi o primeiro tento do atacante em Fla-Flus.

Em jogo marcado pela volta dos ídolos do presente, Thiago Neves e Fred que estavam machucados, o Fluminense conseguiu ser mais objetivo e vencer com gol logo aos 10min do primeiro tempo. apesar da maior posse de bola, o Flamengo não conseguiu ser decisivo e perdeu várias oportunidades de empatar a partida.

Com a vitória no clássico histórico, o Fluminense chegou aos 18 pontos, subiu duas posições, e alcançou a liderança provisória do Campeonato Brasileiro. Já o Flamengo continua na nona posição com 12 pontos ganhos.

Fred faz seu primeiro gol na história do clássico

A festa armada para a comemoração do centenário do clássico deu gás para os dois times entrarem em campo pilhados. O jogo começou corrido, com o Fluminense trabalhando a posse de bola no campo de defesa e o Flamengo marcando pressão no campo do adversário. O primeiro lance de perigo foi do time rubro-negro. Bottinelli carregou bem a bola pelo meio, lançou em profundidade para Vágner Love, mas o atacante chutou fraco para fácil defesa do goleiro tricolor.

Em tarde de vários ídolos do passado, o Fluminense contou com a volta de ídolos do presente para abrir o placar. Thiago Neves bateu falta, pegou a própria sobra, lançou na área e Fred, com oportunismo, tocou para o fundo da rede, 1 a 0. O tento adversário obrigou o Flamengo a ir para cima. Desorganizado taticamente, a equipe rubro-negra tinha mais posse de bola, mas não conseguia encaixar jogadas de perigo. As melhores oportunidades surgiam com chutes de longa distância do meia Renato.

Bem postado na defesa, o Fluminense apenas esperava o rival para aproveitar os contra-ataques. Em uma dessas oportunidades, quase Fred marca seu segundo gol no clássico histórico. após boa jogada de Deco para Bruno, o lateral direito tocou para o meio das área, o zagueiro Marllon falhou e o autor do primeiro gol do jogo quase chega na bola para ampliar o placar.

Flamengo tenta, mas esbarra em boa defesa do Flu

Atrás no placar e apostando na estrela do menino Adryan, Joel Santana lançou o meia no lugar de Diego Maurício na volta para o segundo tempo. O Fluminense manteve o time e a forma de jogar, com a zaga bem postava esperando os ataques do adversário para explorar a rapidez de Thiago Neves e Wellington Nem.

Sem objetividade, a equipe rubro-negra tocava a bola de um lado para outro sem assustar o time tricolor. O primeiro lance de perigo do segundo tempo saiu apenas aos 16min, após cruzamento, a bola sobrou para Adryan na cara do gol, mas a zaga conseguiu cortar. As melhores oportunidades surgiam com a jovem promessa flamenguista, que, depois de fazer boa jogada, quase faz de cabeça do gol do empate.

Confira abaixo vídeo sobre os 100 anos do clássico: