Tite rejeita favoritismo corintiano e pede "ponto de equilíbrio" 

O Corinthians empolgou o torcedor nesta quarta-feira, no Estádio do Pacaembu, ao aplicar 6 a 0 no Deportivo Táchira-VEN, pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América 2012. Mesmo assim, o técnico Tite rejeitou o rótulo de favorito na competição e ainda pediu um "ponto de equilíbrio" aos comandados para seguirem firmes rumo a um título que o clube ainda não possui.

"Favoritismo é muito cedo para qualquer equipe. O time que vai ser campeão é aquele que se consolidar e crescer na competição. Inclusive nesses momentos decisivos, temos que ser vibrantes. Com bola muita qualidade e entrosamento, um time que saiba jogar nos dois lados, todos os aspectos técnicos e individuais de a equipe colocar em prática. Nesse ponto de equilíbrio a equipe vai se consolidar", declarou o treinador.

O Corinthians teve uma das melhores atuações nos últimos meses nesta quarta. Com dois gols no primeiro tempo, de Danilo e Paulinho, e mais quatro na etapa complementar - Jorge Henrique, Liedson, Douglas e Emerson -, a equipe empolgou os quase 29 mil pagantes no Pacaembu. A última grande goleada do time alvinegro havia sido em 26 de junho do ano passado, contra o São Paulo, por 5 a 0.

"O time botou volume, foi efetivo, o que eu coloquei para eles foi isso. A vantagem que tem com um jogador a mais é triangular a bola e deixar os atletas pelos lados. Nesse processo de inversão o adversário fica desarrumado, mas de forma simples e objetiva ela trouxe isso. E o componente disso é o da simplicidade, da objetividade. Queremos procurar fazer gol e vencer. Fiquei contente por esse grau de consciência e respeito", definiu Tite.

Agora, o Corinthians aguarda o desfecho da etapa de grupos para conhecer o adversário nas oitavas de final. Internacional, Emelec-EQU, Bolívar-BOL, Universidad de Chile-CHI e até o Santos podem pintar pela frente. O time alvinegro tem vantagem de decidir em casa contra quem quer que seja o rival.