Teixeira deixou Brasil com medo de ter passaporte retido, diz Jornal 

Segundo publica nesta terça-feira o jornal Folha de S. Paulo, Ricardo Teixeira está fora do Brasil desde a última quinta-feira. O dirigente, que anunciou a renúncia à presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014 (COL) por meio de carta nesta segunda-feira, teria deixado o País com receio de ter o passaporte retido na Polícia Federal.

De acordo com o diário, Teixeira se irritou na última quarta, quando leu na internet uma reportagem publicada no site da rede britânica BBC. A emissora informava que a comissão de Cultura, Ciência, Educação e Mídia, que faz parte da assembleia parlamentar do Conselho da Europa, havia pedido à Fifa a publicação de documentos relacionados a suspeitas de corrupção na entidade. Pressionado pela possível divulgação do dossiê da ISL, empresa de marketing que era parceira da Fifa, e pela investigação no Distrito Federal sobre o amistoso entre a Seleção Brasileira e a de Portugal, em 2008, Teixeira teria optado pela renúncia no último sábado e não teria discutido o assunto com nenhum dirigente - apenas informado um grupo de aliados sobre a atitude.